Sobre mudanças.

Dia desses, voltando pra casa e refletindo sobre a vida, lembrei singelamente dos planos que a gente fazia. De como tínhamos praticamente os mesmos sonhos e como queríamos construir nossa casa. Ainda lembro que queríamos o teto engessado com aquelas luzes ambiente para dar um clima na nossa sala, com aquelas cortinas compridas. Meio cafona pensar nisso agora né? Eu sei.

Esse texto é pra ti que tá indo embora da minha vida. Mesmo sem saber. Mesmo sem querer. E talvez você não entenda, e tá tudo bem. Nem eu entendo. E por isso deixei as coisas rolarem pra onde tiverem que ir. Eu não consegui segurar a onda, diversas vezes ela foi maior do que eu e cê sabe que eu sou impulsiva no extremo da palavra. Engraçado porque você sempre esteve lá, e agora devagarinho te vejo indo e te deixo ir, afinal eu nunca te prendi.

Talvez cê volte, talvez não. E das infinitas escolhas que eu podia tomar, eu tomei a mais sensata, e me mantenho tranquila por aqui. Não posso fazer nada além do que já foi feito. A gente era certo um pro outro, mas isso às vezes parecia tão errado. E eis aqui novamente algo que acho que nunca vou entender.

Mas meu bem, fica tranquilo. De verdade. Do fundo do meu coração. Se precisar ir, pode ir. Não pensa duas vezes e busca a tua paz, a tua felicidade. Faça tudo no seu tempo, e aproveita ao máximo essas novas oportunidades que a vida está te dando. Sempre fui tua fã, tua admiradora. E não vou deixar de ser.

Cê tá fazendo suas escolhas e me orgulho disso. Te conheci praticamente um menino e agora olha pra você… Tomando decisões e seguindo seu rumo. De certa forma isso me soa até bonito. Gratidão por poder ter tido a chance de fazer parte da tua caminhada. E volto a repetir: tá tudo bem se a gente não seguir o mesmo caminho juntos.

No final um continua zelando pelo outro mesmo que distante.

About Vitória Garré

Libriana no extremo da palavra. É completamente viciada em doce e chimarrão. Encontrou na escrita uma forma de se libertar, e acredita tanto nos seus sonhos, que escreveu na pele que eles nunca morrem, só pra ela sempre lembrar.

One thought on “Sobre mudanças.

  1. Oi, li seu texto, e parece que alguém está indo…
    Bom eu acredito que quem ama não é egoísta e gosta de ver a outra pessoa ainda que não seja ela a pessoa que a faz feliz, então simplesmente deixe o tempo passar, pq tudo passa, abraços, mandou super bem nesse texto

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3