Estréia: Bendita Cueca, a coluna dos marmanjos.

Um beijo pra você que veio aqui todos os dias e me xingou de todos os nomes porque, simplesmente, não fiz nenhuma atualização no blog. Obrigada, lindos, lindas e pessoas de autoestima elevada (afinal, não se pode ter tudo.) vocês são a razão da minha demência existência.  Bom, tudo bem, voltei com força total e uma coluna nova! Bendita Cuca expandiu; não são mais apenas confissões de uma mente perturbada, uma infância frustrada e uma solteirice aguçada, agora a porra o negócio ficou sério! Vamos também explorar a mente masculina que, sinceramente, não teve ter nada além de sexo, cerveja, sexo, futebol, sexo… Mas, para me desmentir e talvez até provar que eles também tem sentimentos humanos e não são apenas cafajestes deslavados munidos pelo diabo e sem coração, reuni um time de jovens mancebos completamente diferentes entre si, com ideias divergentes e opiniões fortes para, claro, deixa-las ainda mais confusas. Até porque, honestamente, quem foi que disse que aqui é um site de autoajuda? Vamos causar polêmica e falar sobre tabus, mas acima de tudo, quem sabe, fazê-las ri de suas próprias desgraças; esse é o intuito da nossa coluna Bendita Cueca.

Vocês já se perguntaram onde foi que erraram para aquele infeliz ter perdido o interesse da noite pro dia? Claro que nem sempre a culpa é das mulheres; às vezes, o cara é realmente um sacana que se diverte em relações superficiais, quando não, se divertem ainda mais em deixar a pobre coitada da mulher apaixonada e nutrindo uma relação unilateral. Sejamos francas, isso existe. Mas, partindo do pressuposto de que, sim, em algum momento faltou a sanidade naquela criatura e ela cometeu um, dois, talvez, cinco deslizes e pôs o início da relação (que, veja bem, é algo bem diferente de já ter a relação construída; é aquele período de adaptação em que os dois estão pesando a torto e à direita se vale a pena dar um passo adiante ou não, em que até mesmo a forma com que você mastiga, pode contar como algo decisivo) a perder, o que será que contou para ele? A calcinha bege teve algo a ver com isso?

Essa e outras dúvidas relacionadas ao tópico “O que é broxante para eles?” é o que vemos a seguir.

“Para o espanto de muitas mulheres preocupadas com isso, é muito fácil ser broxante e por incrível que pareça é mais fácil ainda não ser broxante. Posso listar muitas coisas broxantes e nem acho a calcinha bege a coisa mais broxante de todas, até porque a calcinha é o que menos importa, e sim o que ela esconde (não tomem isso como incentivo a usar esse artigo, ok?).

Bem, para homens sensatos, uma mulher broxante é aquela que de alguma maneira, não está agindo naturalmente na hora H. Seja por vergonha e por isso fica acanhada, quietinha ou até mesmo nos obrigam a perguntar: “Minha filha você está bem? Cochilou? Desmaiou? ACORDA, NÉ?! VAMOS AO TRABALHO!”.  Ou temos o oposto, a mulher na hora H, talvez na ânsia de ser a crazy-fucker-girl, começa com gemidos forçados (notamos, viu?) ou nos dá apelidinhos fofinhos (se for pra apelidar, por favor que sejam todos imponentes e no aumentativo!).

Outro fator altamente broxante são os odores. Colega, pelo amor de Dá Dá, se você passou a noite numa festa, dançando frenética e suando feito uma porca, antes de ir pra cama com o cara, dá uma passada no banheiro, faça uma assepsia bacaninha e pronto vá ser feliz sem medo, Qualquer cheiro desagradável é broxante!

Conversar sobre a vida durante o ato. Coisa fofa, entenda, durante a transa não tente nos fazer raciocinar, pois já estamos gastando nosso cérebro com coisas mais importantes como a próxima posição que vamos te colocar e imaginando algumas coisas desagradáveis para que consigamos prolongar um pouco mais nosso prazer.  Então só tente me chamar de safado, bem dotado escutar coisas do mesmo nível.

Porrada nada cama! Prezada parceira sexual lutadora de boxe, certifique-se que seu companheiro curte uns “paranauê” na cama, se você por acaso me bater, dependendo da força, meu pinto murcha e você leva uma “tapinha sexual” que mesmo de amor, VAI DOER!

Bem, acho que são esses a meu ver, os fatores mais absurdos e que possivelmente vão fazer o seu parceiro broxar, e se não broxar no momento, ele vai achar bem esquisito porém vai relevar na hora e vai acabar acelerando o ato. Depois, possivelmente você vai ser assunto na roda de alguns melhores amigos dele.

Então o que eu posso sugerir é que usem o tal do BOM SENSO e ajam naturalmente. Nem se acanhem (se você está na cama, aproveite-a), nem forcem nada que não estiverem REALMENTE sentindo, é uma situação tosca. Mantenha-se limpa, acima de tudo é uma questão de saúde. Deixe pra conversar sobre a vida com suas amigas fúteis, e por favor tente não bater no seu parceiro, dificilmente um homem de verdade vai gostar disso.  Até a próxima.”

20140203-111159.jpg

Olá pessoas que gostam de ler esse blog (assim como eu) e agora vão ter que aturar nós aqui de vez em quando falando umas verdades pra vocês. Tudo bem? 🙂

Fiquei muito contente quando a Sah me convidou pra escrever aqui, pois eu realmente gosto muito do que ela escreve e agora vou poder compartilhar com vocês um pouco do que eu escrevo também. E se ela convidou, é porque ela curte. O que é muito bom!

Bom, vamos parar de balela e começar a falar o que vocês querem saber, né? Primeiro, porque diabos uma calcinha bege vai te broxar se você vai ter que tirá-la? Parem com isso rapazes, se é que posso chamá-los assim. Melhor uma calcinha bege do que uma furad…NÃO, PERA! A furada você vai tirar também. Ou seja, parem de se importar com esses detalhes bobos.

Pelo menos pra mim, o que broxa é mulher sem atitude. Que fica esperando que o cara faça tudo sempre, que não se mexe, não fala, não provoca, não faz… A menos que esteja muito ruim, não faz sentido a pessoa não esboçar reação. Estou com uma boneca inflável? Não! Então meninas, não se finjam de uma! Não precisa ser uma atriz pornô e forjar tudo, mas, porra (pode falar palavrão, aqui? Sim, à vontade.) demonstra pelo menos que está gostando. (Quantos “nãos” em tão pouco texto. haha)

Tem também aqueles casos que a pessoa esqueceu que tinha que tomar banho (ou ela é francesa) e daí também não dá, né? Você está lá todo empolgadão, viajando, quase chegando nos países baixos e de repente… Bom, vocês sabem.

A verdade é que pode acontecer com qualquer um e isso é muito mais psicológico do que uma questão do momento em si. Como eu disse, roupas, detalhes e acessórios, são só detalhes. Pelo menos pra mim, isso não faz broxar. Atitudes sim, mexem com a cabeça, o momento e com as coisas que você está fazendo. Assim como higiene básica, que é indispensável. Não sou o dono da verdade absoluta e isso deve variar muito de uma pessoa pra outra. Mas me abstenho a falar que são poucas coisas que fazem isso acontecer e são coisas que normalmente ninguém gosta.

Vou parar de escrever agora porque da última vez que escrevi muito assim, quase me batem. Se bem que vocês já são acostumados com os textos da Samantha então não vão ligar, né? Se vocês chegaram até aqui lendo tudo, parabéns! Podem passar aqui em casa (apenas gatas) pra ganhar um beijo (só no rosto).

Até a proxima cueca (quer dizer, isso ficou estranho). Até o próximo assunto. Espero que tenham gostado. 😀

20140203-111205.jpg

“E aí que você está saindo com aquela garota linda, deslumbrante, um sonho de mulher. E depois do décimo encontro, do décimo sushizinho, do décimo cineminha pra gerar um clima, você está prestes a receber o grande prêmio, a finalmente cruzar a linha de chegada, o ponto alto do amor e você descobre: Ela usa calcinha bege! Bom, mas e daí? Será broxante assim uma calcinha bege usada por uma beldade dessas? Minha resposta é simples e direta: Não! E vamos aos fatos.

Tirando o fato fictício criado acima pra escanteio, não é a cor daquela calcinha bege, vestida por aquele corpinho lindo e desejado por você há tanto tempo que fez você broxar. Mas afinal, o que é broxante para nós homens?

Para os bons e poucos restantes homens na humanidade (pois há uma teoria feminina que nenhum homem presta), não é a cor da calcinha que realmente interessa, mas quem o está vestindo! Não é só de bunda que se vive um homem, porém repito, um homem que preste. Pode ser que a dona daquela calcinha bege que parece muito com a calcinha da sua avó, seja apenas uma ocasião do momento, vai ver ela estava atrasada pro encontro e resolveu vestir o que viesse mais rápido, vai ver ela está usando uma calcinha da mãe emprestada, enfim, há X possibilidades de aquela calcinha bege apenas esconda de você uma pessoa pela qual vale realmente a aventura de tirá-la.

Broxante mesmo é ver uma lingerie vermelha não ter o bom conteúdo que uma bege pode proporcionar, no fim o que conta mais é o espírito aventureiro, e encarar não só a calcinha bege, mas até mulher de samba canção! Os bons homens entendem o que eu estou tentando repassar. Mas tirando todas essas metáforas posso ser simples e direto em dizer que, assim como as mulheres buscam um homem que presta, nós homens também buscamos uma mulher que preste, sem calcinhacorlofobia.

Ah, obviamente há outras coisas que broxam um cara, já dentro do ímpeto das quatro paredes. Mas nada do que possa ser corrigido com prática e empenho, só não esqueçam: Mais vale uma calcinha bege na mão do que duas lingeries lhe dando dores de cabeça!

20140203-111211.jpg

“Você vê a menina de longe. Você acha bonita. Você se interessa. Você corre atrás. Você consegue se aproximar. Você se apresenta. *Cena de filme de terror*

É aí que começa o maior mix de avaliações que você consegue fazer em pouco tempo. Começa com a voz, passa pra forma de falar – será que tem a língua preSSa? -, escapa um sorriso e você observa, vê se ela tem algum tic nervoso, se é muito ou pouco expressiva, se tem mau hálito, se é simpática, inteligente e tudo mais. De início, muita coisa broxante você já vê nesse momento. Do físico, não sou tão exigente assim, acho que as coisas broxantes são as mais comuns pra qualquer pessoa. Aliás, bom frisar que mau hálito e falta de higiene são extremamente broxantes. Agora quando se fala de mental… Aí o bicho pega! Nada mais broxante que mulher burra. Mas broxante não no sentido físico masculino também, vamos ser sinceros: O amigo lá embaixo pouco se importa.

Assim como ele não se importa com o Q.I da mulher, ele também pouco se importa com calcinha bege. Isso é mito! O cara se preocupar se a mulher tá usando uma calcinha bege, é um atestado de paumolência. Calcinha GIGANTE, aí sim, pode desanimar um pouco, porque não é nada sexy você vê a sua “avó” mais nova ali na sua frente naquela situação. Não que o amigo vá se importar também. No fim das contas o amigo tá nem aí!”

 

20140203-111153.jpg

 

 

 

sahsilvany

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3