9 surtos dos relacionamentos modernos

20131119-104755.jpg

Uma coisa é certa, quando mulher se junta é pra falar de homem! E claro que isso aborda todos os aspectos, desde as coisas que amamos e até o tamanho do…pé. A questão é que todas sabem, no fundo, o que deviam ou não ter feito para que não perdesse aquele cara por quem elas eram doentes, mas o surto é inevitável. Na verdade, eu diria que o surto é o pivô e ao mesmo tempo o elo que une um casal. Visto por esse lado, não é só algo que cometem sem querer, existe o surto proposital que serve pra justificar alguma coisa com base nos argumentos mais injustificáveis! Isso não importa se no final tiver a resposta para suas nóias ou, simplesmente, uma jura de amor eterno ainda que apenas para calar a boca dela.

1) O celular desligado

Ainda não conheço algo que deixe uma mulher mais neurótica do que o infeliz estar com o aparelho telefônico móvel (a.k.a Vida) desligado sem vê nem pra quê. Qual o problema dele? Só pode estar brincando se pensa que elas vão acreditar que ele estava sem carregador. Quem é que fica sem carregador? Você fica sem dinheiro, fica careca, fica bêbado, mas você sempre tem um carregador ou, no mínimo, um amigo que lhe empreste. Ou seja, não tem desculpa! É claro que elas sabem disso, logo, deduzem que ele está traindo ou em alguma festa ou sabe lá Deus fazendo que tipo de atrocidade. Então, liga uma, duas, três, dez, liga pra casa, liga pra mãe, liga pro papa e pro presidente, e em alguns níveis extremos, vai dar só uma “passada” na casa dele ou quem sabe, naquele bar que ele sempre vai, pronta para esvaziar os pneus do carro ou levar um lanchinho com a maior cara de pau. E como é que discorda de uma situação dessa? Celular desligado, chifre encontrado!

2) Falsa liberdade

Detesto todo tipo de falsidade, mas ainda pior é quem tenta enganar a si mesma. Ô minha filha, não é muito mais fácil admitir sua doença do que tentar fingir que não se importa? Até porque, é muito trabalhoso oscilar entre a Paola e a Paulina da vida real. Claro que você se importa se ele prefere ir ao estádio com os amigos do que ficar contigo em pleno domingo e se importa também se ele vai dar carona da faculdade para aquela piranha garota que você não gosta, e se importa se todo dia o dito cujo inventa um happy hour depois do trabalho. E por aí, vai. Mas você não diz porque quer ser a boazinha, quer ser tranquila e conivente, afinal, ter explodido não te ajudou em nada nos outros relacionamentos, certo? Acontece que quando você é assim, alguém que se importa mesmo até com as coisas mais insignificantes e um poço de insegurança que se pergunta se ele perdeu a unha do dedo do pé realmente jogando bola ou tentando alguma posição do kamasutra não com você, tentar mentir pra si mesma não vai te mudar e tampouco melhorar a relação de vocês. Na verdade, o que pode ser pior do que se martirizar imaginando mil possibilidades e tendo que suportar uma mensagem ou voz de bêbado ao telefone em plena cinco horas da manhã?! Por dentro você está: Cinco horas da manhã, seu demônio? Que porra foi essa? Não tem casa, não? Vai pensar que vai se safar dessa? Olhe, que se eu descobrir alguma coisa, eu corto sua pinta com uma tesoura de podar!
E por fora você respira fundo, diz que está tudo bem e “vai dormir” o que, na realidade, é um eufemismo para “vai esperar que ele durma para vasculhar o celular”.

3) Aquelas amizades…

A grande verdade é que se as mulheres de fato pudessem excluiriam todas as amizades deles. Todas. Nada de facebook, whatsapp, seguir outras mulheres no instagram, nem mesmo as famosas. Acabou tudo. Viverão só para ela. Paraíso, não é, não? Mas não é assim que a vida funciona. Maldito livre arbítrio que nos impede de ser dona de alguém!
Nesse caso, você tem que suportar a trancos e barrancos as amigas (que pra ti, nenhuma presta) e os amigos (que pra ti, só querem ajudá-lo a te trair). Em algumas, o ciúme é tão doentio por essas relações que vale de tudo para tentar acabar, desde enviar mensagens e emails anônimos com o falso pretexto de que são os outros que querem alerta-la, até mesmo proibir o envolvimento com certas pessoas, impedindo a vítima pessoa até de cumprimentar! Gente, vamos combinar, quem é que suporta ficar com uma criatura assim? Sufocante, define. Bondade minha não dizer louca. É muito melhor, nessa situação, você engolir o ciúme e tentar ser amiga dos amigos dele. Pronto. Como diz o ditado: se não pode vencê-los, una-se à eles.

4) Competitividade entre casais

Nessa onda de redes sociais, a gente vê de tudo, inclusive enjoativas declarações de amor. Vomitei arco-íris! O mais engraçado é quando você percebe o desespero de um casal em estar acima do outro. Sinceramente, a Globo está perdendo por não criar um programa que ponha isso realmente à prova. Podia ser um novo Passa ou Repassa misturado com o Vai Dar Namoro. Em compensação, o instagram está ganhando porque cada vez mais pessoas querem provar ao mundo seu amor pleno e absoluto, seu mar de rosas vermelhas. A parte mais engraçada é quando você vê que os casais que se conhecem começam a imitar fotos, datas comemorativas, mimos e até apelidos! Meu povo, que falta de criatividade! Melhorem! A garota passa a viver em prol de ganhar um título imaginário de “casal do ano”, mas vai acabar ganhando uma pulseira de identificação do Mira Lopes (hospício cearense). O relacionamento deveria ser só entre vocês dois; ter uma ou dez pessoas para afirmarem o quanto vocês são perfeitos não muda nada. Principalmente, porque ninguém sabe o que vocês passam de verdade e omitir não faz com que desapareça. Mas espera aí, não estou dizendo que devem expor as brigas também não, viu? Aí é demais e levaria o facebook ao completo caos! Claro que todo mundo gosta de declarações públicas de afeto só me lembra o “par perfeito” do Orkut, mas vamos com calma para não se tornar tão falso ao ponto de causar náuseas em quem os vê. O que você chama de causar inveja, eu chamo de querer aparecer. Se for amor, não é uma competição. Não precisariam disso.

5) Venha nós, vosso reino nada.

Embora eu ache que deveria ser assim até o final dos dias, você não pode esperar que a paixão cega perpetue. Com o tempo, virão menos elogios, menos mimos, chegando ao ponto clássico em que ele não percebe seu corte de cabelo, sua roupa nova e até sua lingerie especial! Cheguei a conclusão de que isso não é um problema dos homens do Ceará, na verdade, é um problema do conjunto porque a menina que mais reclama que ele mudou é também aquela que permaneceu a mesma sem ter feito nada para melhorar. As pessoas, em geral, só preocupam-se em ser agradadas e quem sempre agrada, um dia cansa. É realmente muito chato fazer algo por alguém que nunca retribui. Vá você e seu falso altruísmo pro inferno! Naturalmente, a garota começa a se perguntar o que houve de errado, se ele tem outra, se cansou dela, se gosta menos dela, se a acha mais gorda e etc, etc e tal. O que ela ainda não viu e talvez, nunca veja, é que homens românticos estão em falta. Simples. Então, ao invés de se tornar A Doida Da Carência você pode avaliar o que fazer para reacender ou torná-lo assim.Aprenda a cuidar e não só exigir cuidados.

6) A única outra

Se você já foi a outra e hoje é a titular vai ter sempre a dúvida se também é a única. Cara, se você não teve a decência de fechar as pernas pra um infeliz acompanhado porque espera que outras façam isso e que ele, simplesmente, recuse? É uma vida de completa agonia. Todo mundo sabe que tem que engolir muito sapo para estar com quem se gosta, isso é normal. Muitas vezes, você esquece o seu instinto de loucura e se apega a detalhes mínimos de provas que ele gosta mesmo de você para não quebrar tudo literalmente. Isso já acontece para pessoas que começaram um relacionamento em paz, sem ferir outras pessoas e que vão para o céu, imagine pra quem sabe do que ele é capaz e, ainda assim, está junto! Eu não desejo isso nem pra minha pior inimiga, deve ser o pior sentimento do mundo. Mas é aquela coisa, né? Aqui se faz, aqui se paga.

7) Mulher objeto

Querida, se você começou com ele pelo dinheiro e pelos presentes, cale a sua boca ao falar dele para as amigas. Impossível suportar alguém interesseira que nem a Valdirene que se faz de santa e tem a cara de pau de ficar desdenhando o rapaz. Agora vou ter que defendê-lo; por que a culpa foi dele? Se você se comporta como um objeto, merece ser tratada como um. Pode esperar para ter que aguentar outras mil mulheres “querendo roubar ele de você” porque, assim como você fez, tem outra que vai fazer e não ligar pra nada além do tamanho da conta bancária. O pior é que ele sabe disso, sabe tanto que escolhe a dedo a mulher que quer e vai falar sim, vai falar para os amigos, vai “pagar de garotão”. A sociedade machista nos condiciona a achar isso normal, então, o cara banca e elas agradecem. Ao invés de procurar um otário para pagar suas contas, vai procurar um emprego, sua diaba! Depois não reclame por ter 40 anos, 20 cirurgias e ainda ser gorda (ok, ofensa gratuita) e dezenas de pares de chifres.

8) Surto hipócrita

Às vezes, hipocrisia é cômica. Quer dizer, você sabe que ela faz o “diabo a quatro” escondido dele, claro, mas quando ela descobre uma coisinha faz aquela discórdia, envolve deus e o mundo pra sair como santa. Ela grita, bate nele e acaba. Fico me perguntando se isso é para acariciar o próprio ego, porque pelo amor de deus, minha filha, olhe pro seu próprio nariz! Se você não quer perder a razão na loucura de uma briga, comece não dando motivos para uma. A teoria é bem simples: não faça com os outros o que não quer que façam com você, mas na prática é: pelo menos, eu faço de um jeito que ele não descobre. Palmas!

9) Incompatibilidade de interesses

Sinceramente, eu não entendo pessoas que namoram duzentos anos e quando terminam foi porque um dos dois não queria casar. Mas tudo bem, isso sou eu, vulgo A Doida Do Casamento perdendo paqueras em 3,2…1, então, não cabe a mim julgar isso. Acontece que quando você começa a namorar com alguém você pensa que a conhece, certo? Logo, você já devia ter alguma noção se aquela pessoa tinha qualquer intenção de casamento antes de começarem. Você não pode esperar que ele crie isso da noite pro dia nem mesmo em 3,5,7 anos. Alguns caras demonstram que procuram por isso de verdade e não só por falsos textos retirados do Pensador, mas outros deixam claro que não se veem nessa monogamia ou não se veem com você (o que é ainda pior de descobrir) daqui há alguns anos. Então, vale a pena pressioná-lo? Não! Se vocês não estão nessa sintonia, nessa parceria, do que adianta insistir? Se isso não é um motivo importante o suficiente para que termine, então siga em frente até aonde der. Afinal, terminar com quem se gosta “do nada” é complicado, mas não faça o inferno querendo algo que não era um “nós” se só existiu “ele” e “você”.

Seria fácil demais se realmente pudéssemos fazer tudo bem certinho, seguir a linha, confiar e ser confiável, etc e tal, mas somos humanos sujeitos a explosões de sentimentos que, às vezes, não fazem o menor sentido. Ainda não conheci um casal que não tenha sofrido por surtos, medos, inseguranças, angustias e até flagras. O drama nos acompanha, nos domina. E sabe do quê mais? É disso que gostamos. Estamos sempre prontos para a maior decepção das nossas vidas e ao mesmo tempo, o maior deleite também. Eu pouco sei sobre a sanidade, nunca foi meu forte, mas eu acredito em boas pessoas porque, acima de tudo, acredito que não são perfeitas, nem impassíveis; são aquelas que se expõem, sem precisar de redes sociais, que se doam sem entregar por completo a vida, que se jogam sem querer empurrar outras pessoas também. São pessoas que sofrem e sempre sofreram por amor e, ainda assim, seguiram em frente porque sabem, quando a dor passa, que tudo valeu a pena. Elas não desistem e nem desanimam de encontrar alguém que lhe conforte diante de todas as suas loucuras e de alguma forma, desvairada e demasiada, prove que não está sozinha.

sahsilvany

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

2 thoughts on “9 surtos dos relacionamentos modernos

  1. Bruna

    MA-RA-VI-LHO-SO esse texto!

  2. Rennan

    Mais uma vez, você se superou. Parabéns!

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3