12 coisas dos anos 90 que te faziam linda.

Eu sou muito nostálgica, não sei se isso é bom ou ruim, mas considero uma qualidade de pessoas rancorosas e que tem boa memória (o que não é tanto meu caso, algumas vezes) e moda é um negócio que sempre me intriga, principalmente, quando eu ouço da minha mãe: Voltaram a usar essas blusas cortadas, não é? Soubesse tinha guardado as minhas. Ou “Sombra azul fica tão bonito quando você é jovem, eu usava muito também.” Ou “Samantha, não joga fora a blusa que minha avó costurou, já já ela volta à moda!”
Acho que “intriga” não expressa meu real sentimento. Quando eu ouço esse tipo de coisa da minha mãe (que não é velha, mas é minha mãe, né, gente?) eu fico em pânico e até ouço a trilha do filme Psicose (tantantantan tanãnã. Na minha cabeça soa melhor). Medo, define.
O pior é admitir que ela não está errada; a moda volta mesmo. E minha irmã usa, hoje em dia, a blusa de croché costurada pela avó da minha mãe. Pasmem. Se quer saber, ainda não gosto. E quando eu parei pra pensar nas coisas que eu usava ao que me parece nem muito tempo atrás, tive que listá-las. Não quero me sentir velha e brega sozinha.
Aproveitem o túnel do tempo!

1) A maquiagem

20131107-171722.jpg
Esse estojinho tido como super prático e que sempre quebrava a tampa me acompanhava em todos os lugares. Ele continha tudo que uma mulher moderna precisava, mesmo que fossem de péssima qualidade. Não me importava com isso aquela época, a única preocupação era combinar a sombra com a roupa e com a xuxinha de cabelo, claro. Bons tempos em que a vida era mais fácil! Exceto para as vendedoras de loja no centro que ainda vivenciam essa combinação. O brilho labial em formato de moranguinho (e com cheirinho também) era indispensável e seu baixo custo (apenas R$1,00) nos possibilitava emprestar para as amigas colocarem o dedo e arrancarem metade do batom pra depois esfregar na boca. Higiênico, por sinal. Quando não, ainda dizia “Usa só o claro porque o outro está acabando.”

2) Meias listradas 3/4

20131107-171856.jpg
O último grito da moda! Antes de morrer, claro. As meias que faziam os pés e a cabeças de mulheres de todas as idades. Quanto mais coloridas, melhor, quanto maiores, melhor! Tanto para as que tinha uma “atitude” mais rebelde, clássico grunge dos anos 90, quanto para aquelas que queriam se fazer de virgem de fato, ainda existiam virgens naquela época era o acessório cobiçado e invejado pelas amigas. E, aparentemente, caiam bem com tudo: tênis, sandálias abertas, fechadas, se duvidar, até havaianas!

3) Boina

20131107-172244.jpg
Quem nunca quis uma boina jeans que atire a primeira pedra e quem não teve uma de veludo, que dê um mortal pra trás! Eu me lembro como se fosse hoje quando a vi na TV, provavelmente em alguma novela ou alguma cantora/apresentadora que eu era fã. Kelly Key, talvez? A disputa era pra saber quem ia usar a jeans (a mais querida) para que não saíssem todas iguais.
P.s: é assim mesmo que escreve boina, produção? Porque se pronuncia “bôina”, quer dizer, no Ceará é assim!

4) Saia de prega jeans

20131107-172630.jpg
Olha só a Deb Secco arrasando no look! Ela fez a combinação mais perfa sim, falávamos assim. de todas: saia de prega jeans + meia listrada. Só faltou a boina! Não tinha como usar uma coisa, sem complementar com a outra; esse look é como me ver antigamente! Se desconsiderar que eu era muito feia.

5) Tudo jeans!

20131107-172905.jpg
Definitivamente, a era do jeans. Eu tinha uma jardineira jeans que eu, simplesmente, amava usar com um lado desabotoado. Eu me sentia linda, uma mistura meio rebelde com fashionista. Nunca gostei do macacão jeans até o dia em que assisti pela primeira vez “Não é mais um besteirol americano”. Foi mágico.

6) Calça boca de sino

20131107-173140.jpg
Preciso enfatizar essa calça porque ela mudou a minha vida. Eu sonhava tanto em ter uma que mal pude acreditar quando a ganhei. Claro que não sou besta nem nada e fui com ela pro colégio no dia seguinte com a desculpa de que minhas calças da farda estavam sujas. Essa da foto não é fiel a minha que tinha na lateral dois cadarços. Algo super moderno pra época já que não tinha em botões, nem zíper. Eu já estava um passo à frente ou não da moda da minha época e ainda assim, tive a brilhante idéia de colocar fitas de cetim coloridas para combinar com as blusas. Gênio.

7)

20131107-173455.jpg
Eu não sei qual o nome que davam pra esse modelito, mas tinha um específico. Eu era doente pra usar todos os meus vestidos, mais ou menos com esse tecido, com uma blusa por baixo. Mesmo sempre tendo vivido em lugares quentes, não me incomodava; eu me sentia angelical. E por falar nisso, me lembro bem da Angelica usando assim naquele programa que ela tinha que era uma fada (e eu, simplesmente, a amava).

8) Tamanco

20131107-174236.jpg
Para aliviar os pés por debaixo da mesa aonde quer que estivesse, tamanco.
Para ter conforto e altura, tamanco.
Para acompanhar as tendências, um tamanco que puxando uma tirinha virava uma sandália.
Para chamar atenção pelo barulho do pisada, tamanco.

9) All Star cano alto

20131107-174458.jpg
Esse que ia até o joelho era o meu sonho de consumo. Nunca realizado, por sinal. Obrigada, mãe. Eu só tive um cano médio, mas que também me possibilitava exibi-lo por debaixo da calça. Ninguém usava tênis com vestido como hoje em dia, então, eu fazia sucesso com ele de short ou minha linda saia de prega (influência da Avril Lavigne).

10) Bolsa de encher

20131107-174728.jpg
Essa era a mochila mais fantástica de todos os tempos! Você podia encher ela! Tem noção do quanto era legal tirá-la do bolso, encher e colocar suas coisas? Passei horas procurando uma foto dela no Google porque eu não sei que nome tinha. Sei que eram muito baratas e algumas tinha água nesses quadradinhos. Poxa, senti falta delas agora!

11) Gargantilha

20131107-175149.jpg
Essa menina da foto devia ser modelo ou a mais popular do colégio porque uma pessoa que tem tantas gargantilhas assim é muito foda! Eu era alucinada por elas e lembro de uma vez que ganhei uma dentro de um ovo da páscoa da Sandy. Quem sabia ser estrela ainda tinha a pulseira e o anel, todos iguais. Era um conjuntinho básico que dava certo para qualquer roupa e qualquer ocasião.

12) Melissinhas

20131107-175410.jpg
Couro? O que? Ninguém usava isso. Se você quisesse ser moderna e jovial, só sairia de Melissa. O que era bastante prático já que havia uma para cada cor de roupa e sua necessidade. O problema delas é o mesmo até hoje: calo nos pés, esquenta e sua. Mas naquela época, conforto era plástico, não existia outra alternativa. E não bastava ter a sandália, você tinha que ter o chaveiro pra provar que era sua. Afinal, ele era muito disputado.

P.s: Estou com a sensação de que eu era pobre…

sahsilvany

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3