O tempo do amor é não tê-lo.

Estou vazia. Disso eu tenho certeza, e duvidaria de quem me dissesse que seria assim. Mas já não sinto mais nada, nem mesmo a vontade de me questionar. Catei todos os porquês espalhados pelo chão que trilhavam o caminho que escolhi. Afinal, foi uma escolha. Se apaixonar é uma escolha; sempre é. Tenho mania de pôr a amor em…

Continue lendo...

Manifesto a favor das solteiras.

Recentemente, saí com uma turma de amigos recém solteiros. O pior tipo, diga-se de passagem, porque de solteirice eu entendo bem. Estou há um ano lutando contra o preconceito do status e dos olhares de pena. Os recém solteiros não passam por isso. De jeito nenhum. Eles podem tudo. Eles podem trocar noites por dias,…

Continue lendo...

Sol-teira.

Estou SOL-teira. E não há erro algum de separação silábica. O sol que havia quando ainda estava acompanhada e podia desfrutar de todas as coisas namorídicas existentes entre casais apaixonados, perdurou. Dias de tempestades, manhãs nubladas e tardes cinzentas, a gente passa de qualquer forma. Acontece que vivemos no mundo do Contos de Fadas LTDA…

Continue lendo...

Vantagens de ser solteira.

Eu nem precisaria listar, pra falar a verdade, quais as vantagens para uma mulher em estar solteira. É algo tão obvio quanto os quilinhos extras ganhos pós carnaval, mas infelizmente como toda boa doida que sonha com um casamento o quanto antes, às vezes, a gente tem que contar e recontar os motivos para não…

Continue lendo...

A doença das mulheres

Muito se fala sobre o termo apaixonado, mas nunca achei que fizesse jus ao comportamento dos verdadeiros apaixonados. Eu prefiro designar essa condição como doença. Até porque, sinceramente, não é normal certos comportamentos e, ao meu ver, também injustificáveis, a não ser que tratássemos de pessoas doentes, ou seja, vem muito bem a calhar. Não…

Continue lendo...