Ela era mais do que saudade.

Ela aprendeu que, independentemente da dificuldade, só haviam duas escolhas: ser feliz ou triste. Ela sentia saudade e uma vontade louca de ir atrás. Sentia falta e um medo danado de ser esquecida. Mas, acima de tudo, sentia paz. Vivia em paz. Todo dia esbanjava um sorriso no rosto, e não porque isso tornasse a…

Continue lendo...