Valeu a pena esperar.

large

Depois de alguns tapas na cara eu deixei de confiar um pouco nas pessoas. Depois de tanto demonstrar afeto e não ter um abraço com carinho de volta eu optei por ser mais fria e conter meus impulsos sentimentais. Depois de ser tantas vezes abandonada por todos que diziam se importar comigo eu liguei o modo dane-se.

Mas a vida é tão cheia de surpresas que me mostrou que todas as pessoas entram e saem o tempo todo apenas para me mostrar quem é verdadeiro e merece ficar. E lá estava você. Chegou de mansinho, meio tímida e receosa. Aos poucos ganhou espaço na minha vida e agora mora no meu coração.

Confesso até que achei que amizades assim não existissem mais. Aquelas em que a gente bate o olho e pronto. Aquelas em que o santo bate tão forte que a gente se pergunta como não nos conhecemos antes? Aquelas em que a gente agradece, confia, fecha os olhos e vai pra guerra junto.

E eu que sou cheia de defeitos, manias e possuo o dom de ser terrivelmente mau humorada pela manhã, ganhei meu ponto de equilíbrio. Já nem lembrava mais como era me sentir querida assim, nunca imaginei que no auge dos meus vinte anos eu poderia encontrar uma amiga que ilumina meus dias e me faz ter mais esperança nas pessoas.

2015 me trouxe traumas irreparáveis, mas também me mostrou que pessoas especiais e verdadeiras ainda existem sim. E que não importa o que houver elas ainda vão permanecer comigo, do meu lado. Mesmo que tudo esteja dando errado. E uma amizade assim vale mais do que mil falsas, de falas prontas que só estão com a gente quando convém.

É possível ser feliz sozinho sim. Mas quando a gente tem amizades que são nosso tesouro, a vida fica bem melhor de se viver.

Vitgarre

About Vitória Garré

Libriana no extremo da palavra. É completamente viciada em doce e chimarrão. Encontrou na escrita uma forma de se libertar, e acredita tanto nos seus sonhos, que escreveu na pele que eles nunca morrem, só pra ela sempre lembrar.

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3