Eu não sabia que era gorda.

Sempre tive uma obsessão irracional pela minha barriga, visto que não tive a quem puxar. Eu não me espelhei em ninguém do meu convívio para me tornar assim, mas é bem verdade que já no meu tempo éramos educados pela televisão. E, confesso, não me lembro de nenhum ídolo teen que esbanjasse uns quilinhos a…

Continue lendo...

Deixa o destino pra mais tarde.

Sinceramente, às vezes eu queria ser uma dessas pessoas que creem em destino porque, vamos combinar, é muito mais fácil! É como se você retirasse a sua parcela de atitudes impossíveis e simplesmente aceitasse que se não deu certo, não era pra ser. Detesto esse pensamento, mas francamente o uso com frequência pra consolar corações…

Continue lendo...