Não alimente os cafajestes.

Nada em minha vida indicava que eu fosse me interessar por um cafajeste. Talvez fosse justamente isso – a incapacidade de prever – que nos guiasse até um. Ou talvez fosse a bermuda (dois números maiores) que pendia presa em um cinto deixando à mostra a cueca – e meus desejos mais sórdidos. Ou quem…

Continue lendo...