Eu estou bem

Juro. Pensei que não suportaria aquele golpe quase mortal que ele me deu. Jurei que ali seria o meu fim. Ao menos era assim que eu costumava pensar nas nossas costumeiras brigas; “se ele me deixar, morro. Juro, eu morro.” Não conseguia imaginar uma vida sem ele. Falava para mim mesma “nunca o deixe ir”…

Continue lendo...