O cara certo é quem te queira tanto quanto você o quer.

À medida que amadurecemos fazemos escolhas mais sensatas, e nos cobramos uma estabilidade (emocional, financeira, profissional) inalcançável. Queremos ser acerto, correto, direito. Enrijecemos nossas ideologias e procuramos quem, muitas vezes, reforce nossas opiniões, e não nos acrescente divergência ou confronto. Até certo ponto, isso pode ser uma mera compatibilidade de interesses, mas também pode ser…

Continue lendo...