Promessas.

Uma grande verdade sobre mim é que eu sou louca. Nasci doida e provavelmente morrerei assim também. Eu não entendo o que fazer pra ser normal; eu enxergo o imaginável, o intocável. Tenho uma inenarrável dificuldade de ver o obvio. Dito isso, eu não posso prometer felicidade à ninguém. Nunca foi uma constante pra mim e, sim, uma busca. Não posso prometer que irei esquecer as diferenças, que as antigas brigas não trarão novas. Não posso prometer que vou me manter firme e forte independente da adversidade. Não mesmo. Eu vou desmoronar, eventualmente. Vou me dilacerar. Vou gritar em puro desespero. E pode ser que eu diga coisas das quais não me orgulhe. Pode ser que eu minta e que eu pareça me divertir com isso. A questão é que eu não vou te deixar em cima do muro, não vou te deixar ser meio termo. Não vou respeitar sua dor, nem a grandeza de seus problemas efêmeros. Eu vou te incitar a ter suas maiores loucuras, vou te levar aos extremos. Vou te fazer perder a cabeça, o sono e o medo.

Eu não posso te prometer uma última esperança porque sequer permitirei que você desista. Eu não posso prometer que serei compreensiva com seus erros mesmo que eu os perdoe. Não vou lembrar de datas especiais, tampouco de lugares memoráveis. Eu vou viver no teu melhor sorriso, vou brilhar no reflexo dos seus olhos. Vou cantar a nossa música errada e vou rodopiar na chuva suja de terra. Eu vou palpitar com suas pequenas vitórias, te vangloriar por quase imperceptíveis atitudes. Eu vou ser a melhor e a pior parte de ti.

Eu vou bagunçar tua rotina. Trocar seus enfadonhos cartões de negócios por bilhetinhos românticos. Vou atrapalhar a sua paz, te sacudir os ombros quando estiver cansado. Pra cada derrota que me contar, te direi três conquistas. Eu vou ser realista da tua alma, te conhecer no antro do seu silêncio. Vou inventar um vergonhoso dialeto em códigos e te obrigar a entender as variações. Eu quero que qualquer coisa entre mim e você seja única. Quero ser teu colo e teu apelo. Mas não quero que jamais se refira a mim como seu tudo, sua metade, seu complemento. Não posso te prometer ser nada, quem dirá, tudo.

Eu vou torcer pra que você se desleixe e eu possa cuidar. Vou torcer pra que se perca e me permita te achar. Vou torcer o nariz pra quem já te fez bem por mero ciúmes por não ter sido eu. Vou abrir o sorriso pra quem te fez mal como recompensa de ter te ajudado a ser quem é. Vou enxergar arco-íris em poças d’águas e, possivelmente, te forçar a caçar borboletas que nunca vi. Vou reinventar toda história com o final triste pra te roubar gargalhadas.

Vou decorar seus passos tortos, te seguir sem perguntar, te censurar de olhos fechados. Vou me incomodar com o grave tom da sua voz pela manhã, ainda que seja a melhor parte do meu dia. Vou fazer birra estando errada e ficar furiosa se não for adulada. Vou confundir tuas palavras e usa-las a meu favor. Vou te doar todos os cômodos da minha casa, todo centímetro do meu corpo. Vou devorar o teu ciúmes, esperar de braços abertos a sua chegada.

E se um dia, por acaso, quiser me deixar, eu vou engolir seco, prender o choro e abrir a porta. Eu vou te deixar ir mesmo que nunca volte e mesmo que sequer se arrependa. Eu vou te deixar ir porque quero ser quem te acrescenta; sua alavanca e, não, sua âncora. Eu vou te deixar ir porque não te prometi felicidade. Eu não posso. A única coisa que eu garanto é que você nunca ficará entediado ao meu lado.

sahsilvany

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

3 thoughts on “Promessas.

  1. Oi,
    Não sei nem o que falar, rs’
    Me encontro em meio a rio de lágrimas. Faço de todas as suas palavras minhas.
    A semana foi difícil, e sem querer entrei no seu blog e em 2 minutos li tudo que eu queria dizer.

    Acho que lhe devo um OBRIGADA!

    #arrasou

  2. Renata

    Parabéns você é demais, suas palavras foram perfeitas no tempo certo, me ajudou muito mesmo sem saber. Obrigado

  3. Beatriz

    Simplesmente maravilhoso !!

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3