Porque há tanto menino e tão pouco homem.

tumblr_m68z392a6p1r8bta4o1_500

Estar ficando com alguém é se equilibrar na corda bamba entre o sentimento e a loucura. Com o passar dos dias, temos a sensação de que a relação está evoluindo, crescendo, e passamos a querer mais consideração, mais afeto, mais compromisso. Acontece que não é o tempo que determina a intensidade de um casal, mas a forma como se tratam, como se veem. Às vezes, o que pra nós pode ser interpretado como sério, não passa de algo casual, ou pior, cômodo para os envolvidos. Então, nesse mesmo tempo, pode surgir uma outra pessoa que desperte em um ou outro a vontade de tentar. Mas quando não somos nós as escolhidas, tendo em vista o quanto havíamos nos reforçado, dói. E muito.

Não tenho mais idade pra joguinhos e já aprendi que uma relação amorosa não pode ser competitiva porque, nesse caso, até quando se ganha, se perde. Por um punhado de orgulho pra massagear o ego desfaz-se o respeito e a consideração que foi conquistada. Não vale a pena, sabe? Coisa de “menino”. Menino quer ficar por cima, quer contar aos amigos, quer sentir-se no controle. É preciso um pouco mais de tempo (e alguns tapas na cara) pra que possam entender que a afirmação de Homem que eles buscam é quando assumem o que sentem, e não quando se escondem no fundo do copo e nas escapadas da madrugada.

Se envolver não é fácil, sejamos francas. Ninguém está suficientemente pronto pra acertar em uma relação. A verdade é que nós vamos nos adaptando, nos ajudando. Nos conhecemos melhor quando podemos nos reconhecer um no outro, principalmente quando erramos. Às vezes, o que mais nos incomoda é também aquilo que precisamos melhorar em nós mesmos. Perda de tempo não é tentar e falhar, mas passar a vida esperando alguém que venha prontinho pra gente; essa pessoa não existe.

Porém, como podemos culpar alguém por não suprir nossas expectativas? Pessoas são livres pra nos deixar, e quando permanecem ao nosso lado foi porque quiseram. Do que adianta forçar alguém a estar conosco se não partir da sua própria vontade? Não adianta pressionarmos, tampouco nos humilharmos. A gente não pode forçar ninguém a estar conosco porque quando nos sujeitamos a isso, valemos pouco pra nós mesmos.

Todos aqueles que deram certo são resultados de inúmeras tentativas pontuais, vários murros em ponta de faca e, claro, uma força de vontade absurda. Muitas vezes, a gente tem que se perguntar o que está havendo conosco quando esperamos determinadas atitudes em uma relação. Ou seja, o problema está em nós mesmos por enaltecermos as expectativas e darmos demasiada importância ao nosso lado da história.

A verdade é que, um dia, alguém vai nos escolher e se esforçar por nós, talvez até partir alguns corações e nem sequer vamos saber disso, e isso vai acontecer de forma natural. Tudo que podemos fazer é dar o nosso melhor pra ter a consciência tranquila de que não fomos nós que perdemos enquanto isso não acontece. Eu sei, parece bobagem acreditar que simplesmente vai acontecer e não vai ser complicado ou doloroso, mas quando você puder viver isso vai saber que amor é aquilo que te dá sossego.

Acontece que “menino” nem sequer tenta, pois tem um medo danado de se envolver, de se perder, e demora mais pra descobrir que se achar em alguém é o melhor dos caminhos. Por isso, não adianta o quanto queiramos e nos esforcemos pra isso, não podemos fazer com que pulem fases. Cedo ou tarde, todo menino encontra alguém que lhe faz sentir o que ninguém jamais fez e lhe encoraja a amadurecer. O que devemos nos perguntar é o quanto estamos dispostas a esperar por essa mudança (que não vai acontecer porque nós queremos). A gente tem que se priorizar, se gostar muito, muito mesmo, pra enxergar que nem sempre quem a gente quer é quem merecemos ter ao lado.

 

sahsilvany

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

2 thoughts on “Porque há tanto menino e tão pouco homem.

  1. No name

    Engraçado você mencionar que somente vocês mulheres se dedicam, vejo por experiências próprias que não só o homem, mas vocês mulheres também, porque um relacionamento é isso saber que é algo novo e desconhecido, e cada esforço pra nada que se faz, o reconhecimento não vem, as críticas, desmerecimento isso vai matando a vontade de ficar ao lado dessa pessoa, ninguém vem pronto(isso eu concordo plenamente com você), mas a imaturidade em querer tudo do jeito de vocês mulheres vai nos fazendo perceber se é isso que queremos.

    • No name

      Ok tudo bem

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3