Os 5 estágios do fora que ela levou.

Bom, esse seria um texto simples, já que poderia ser resumido em 5 palavras: surpresa, rejeição na pele (sim, vou considerar uma palavra só. Me deixa.), perseguição, vingança e superação. No entanto, quando se trata de mulher nem tudo é simples como aparece. O problema do vestido nunca é os dois dedinhos que precisa ajustar, é o fato de que ela está incrivelmente desproporcional que nem um vestido de uma modelagem aparentemente perfeita consegue caber. O problema não é o desconforto da sandália e sim, a obrigação de ter que sair de salto para ficar mais definida/alta. O problema não é tomar açaí com um paquera, é ficar com os dentes pretos e ter que forjar uma ligação ruim para que possa fazer cara de martírio enquanto limpa com a língua. Esses são os verdadeiros problemas por trás das palavras sutis ou não. Então, não teria como eu terminar um texto de não viveram felizes para sempre com apenas 5 palavras.

Quando ela leva um fora, um pé na bunda, um “separa que é briga” DELE, a história complica. Por causa do quê? Sentimentos?! Quem disse? Por causa do ego, querida! E as fases do fora são as que eu vou descrever agora para que sirva de risada para as que já se sentiram assim e sirva de alerta para os homens que estão pensando em se livrar dela tão fácil (pense vinte vezes antes…).

A Surpresa

20130912-133800.jpg
1) Estudos comprovam que é melhor que você dê a notícia ruim logo do que tente achar uma forma agradável para dá-la. Por exemplo, se você pensa que para terminar com ela, deve levá-la a um bom jantar, enchê-la de elogios e presentes para no final dizer, pode se preparar pra levar tapa na cara, uma bolsada e mais palavrões do que aprendeu em toda vida. No entanto, se você acha que pegá-la desprevenida entre uma conversa sobre o tempo e o emprego é melhor, pode esperar para responder perguntas que vão desde “POR QUE VOCÊ NÃO ME AMA, INFELIZ?!” até “Por que se apresentou a mim naquele dia se queria terminar comigo?!”.
A verdade é; a não ser que você seja um mega covarde e filho da mãe para sumir quando não quiser mais, vocês terão um término ruim (quando não é um consenso entre os dois). Então, a melhor maneira de sair ileso disso é: não tem. Apenas aguente calado. A surpresa vai deixá-la atordoada e, sabe, nem mesmo se eu fosse a Irmã Jurema, conseguiria prever quais atitudes ela vai tomar na hora. E tampouco, trazer a pessoa amada de volta.
Todo mundo, em algum momento na vida ou em vários, passa por uns 5 segundos de raiva-cega em que é capaz de fazer qualquer coisa porque está completamente dominado pelo impulso e pela emoção. Oremos para esses malditos 5 segundos de cegueira raivosa não venham a acontecer justo na hora do fim!

A Rejeitada

.

20130912-133914.jpg
2) Já dizia a Sabrina Sato “Diga que uma mulher é burra, mas não diga que ela é feia.” Essa frase é a maior verdade para essa fase do fora. Ora, na cabeça dela é obvio que ele terminou porque não a acha mais bonita ou a acha gorda e quer alguma ninfeta melhor e mais nova. Olha, podem até ter motivos reais nesse término, mas com o tempo eles vão se apagando e tudo que resta é uma mulher perturbada e obcecada com a aparência porque a considera a maior inimiga do relacionamento. Afinal, se ela estivesse linda e magra, ele não teria procurado outra, certo? Ah, porque sempre há outra, mesmo que apenas na imaginação dela, há outra. E ninguém nunca vai poder desmenti-la. Se isso não é verdade, porque sempre a maior preocupação ao ver o ex é que você esteja incrivelmente melhor do que a ultima vez que se viram? Gente, isso é normal. Eu chamo de “Competitividade da Dor de Cotovelo”.
Sentir na pele a rejeição, acaba com a auto estima de qualquer uma, e a única forma do quadro ser revertido é vê-lo morrendo de desejos pelo o que ele mesmo rejeitou. E não terá de novo! Essa é uma regra importante: não ceda, demônia! Te aquiete!
Se você pensa que quando a mãe do Bambi morreu foi triste, que quando o Brasil perdeu a copa foi decepcionante e que quando Dercy Gonçalves morreu foi trágico, você não sabe o verdadeiro significado dessas palavras e nem o que uma mulher rejeitada é capaz de fazer.

A “Stalker”

20130912-134118.jpg
3) Seguindo essa linha de pensamento, vamos a minha fase “favorita”: a maldita perseguição. Ela divide-se em três vertentes:
a) Perseguição virtual; quando olha o facebook dele 345x, olha o whatsapp a cada minuto e o que mais puder monitorá-lo, como; icloud, tinder, waze, foursquare, instagram. Claro que nessa fase é muito importante contar com o apoio de uma amiga (igualmente insana) para te dizer “Ele não entrou desde ontem 22h?! Foi pro cinema com alguém, dormiram juntos e ainda não acordou.” Porque, sinceramente, o que é uma ex namorada/ficante psicopata sem uma amiga pra ajudar a criar as hipóteses? Nada! Então, certifique-se de saber qual das suas amigas vai te ajudar a deduzir todos os passos dele.
b) Perseguição presencial; está diretamente ligada a perseguição virtual, afinal, devido ao monitoramento constante dos passos é possível estar “ocasionalmente de propósito” nos mesmo lugares que ele. Se ele for alto, é uma vantagem maior. Assim que chegar, pode procurá-lo sem que lhe veja e se posicionar estrategicamente perto. Se ele for baixo, então o jeito é se separar em grupos com suas amigas e procurarem pela mesa ou o lugar que ele esteja. Se não encontrá-lo obviamente está no carro com alguma garota, claro que não deve desistir. Teu único objetivo de sair de casa é encontrá-lo, então perca o dia/a noite, mas não pare de procurá-lo. Ah, mas sabe que quando encontrá-lo não fará nada, né? Afinal, no fim das contas, foi apenas o destino.
c) Perseguição através dos amigos; como o próprio nome diz, é aquela garota que já se aproxima dos melhores amigos dele com segundas intenções. [A minha vida inteira eu sempre fui a perseguida pelas namoradas dos meus melhores amigos. Me odiavam geralmente, e me amavam quando lhes convinha. Hoje, sou vacinadíssima contra esse tipo “sanguessuga”, mas isso foi decorrente à muito choro e vela.] Essa garota vai se fazer de sua melhor amiga, vai procurar saber da sua vida pra mostrar que não está apenas interessada em colher informações, vai manipular situações, vai criar boatos, enfim, ela fará absolutamente tudo o que puder pra conseguir o que quer, no caso, ele de volta. Essa é a fase mais deplorável da perseguição. Saber quando parar é uma dádiva de poucas não só uma vontade de muitas.

Olho por olho, dente por dente e o mundo acabara cego (e banguelo).

20130912-134153.jpg
4) A vingança é deliciosa! Quem não gosta de uma boa vingança meticulosamente pensada? Aquela que você esperou dias e noites, e até mesmo anos, até se concretizar. Gente, toda aquela história sobre a vingança ser ruim e “blá blá blá” é muito puritanismo! A vingança é ótima, satisfatória e traz a paz interior que buscou em caixas e caixas de chocolate. Além disso, tem gente que para realmente sair de um “carma” como esse, precisa de um ponto final que geralmente consiste em não se sentir por baixo depois de tudo o que passou. Agora veja bem, você não deve envolver outras pessoas nisso. Tem que ponderar as relações que pode atrapalhar por conta de um problema seu e ninguém tem nada a ver com a vida de vocês. Então, faça o “diabo à quatro” da forma que quiser, mas deixe as pessoas inocentes de fora porque senão, no final, será apenas uma maluca que todos odeiam. A vingança também significa que você está pronta para passar para a próxima fase porque, definitivamente, sente que precisa desapegar.

A Superaçao

20130912-134226.jpg
5) Chegamos a última fase, da reconstrução! Do extreme makeover! É geralmente nessa fase que ela decide mudar o cabelo, começar uma dieta, treinar pesado, comprar roupas novas. Depende muito do tipo de pessoa, mas de qualquer forma, é quando a superação se aproxima que é possível ver mudanças significativas e “primeiros passos”. Não são fáceis pra ninguém, mas é como se você pre-ci-sa-sse disso como uma necessidade vital, como o desfecho da história de vocês e o inicio da sua, somente sua, onde terá o seu tempo, as suas conquistas, a sua preocupação e suas alegrias sem ter ninguém com que se importar. Até que comece tudo de novo!

Bônus: a quem consiga no meio de toda essa trajetória ter ele de volta. Mas aí, eu te pergunto: será que vale a pena mesmo passar por tudo isso SÓ pra estar com alguém que nem sequer te deu valor? Se sua resposta foi sim, então boa sorte! Se foi não, então vamos brindar a isso!

A verdade é que pra você que se identifica com o que eu escrevo, um recado: DEIXA DE SER MALUCA! Vai viver sua própria vida, diaba! Mas, você sabe que não está sozinha. Com amor, Samantha.

sahsilvany

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3