NÃO É NÃO!

Desde que me lembro que o mundo é mundo, quando uma mulher sai com um homem em um encontro ele tem que tentar transar com ela 1) pra que ela sinta que ele gostou de passar a noite com ela, que a deseja, 2) pra que ele não seja considerado mole. Essa ideia esteve nas entrelinhas de todos os feedbacks de relações que ouvi e vivi por toda minha vida. Inclusive, dentre as minhas amigas, ainda havia o hábito de perguntar umas às outras se ele havia tentado. E a gente inconscientemente se espantava quando ouvia um “não”, torcia a cara ou sentia pena. Isso mesmo: pena porque ele não demonstrou querer transar com ela. Coitadinha.

O que o fato de ser adulta e não ser mais virgem tem a ver com a obrigatoriedade de transar? Quer dizer que se você sair com um cara e não quiser transar com ele é porque está fazendo doce? Você não pode simplesmente NÃO QUERER transar com ele? Sexo não é só toque, não é só tesão. Sexo é troca de energia, sexo é sintonia. Químicas mentais são muito mais fortes do que as sexuais. Depois de conversar um pouco com alguém, mesmo que até já tenha ficado com ele, você pode simplesmente perder a vontade. Você pode broxar da única forma impossível de querer novamente: quebrando o encanto. Esse encanto que você havia criado sobre quem ele era, qual seria seu papo, como seria estar ao seu lado, pode acabar com um punhado de palavras ou um gesto brusco. Até a menor das piores atitudes é capaz de fazer isso. E então já era. Hora de ir pra casa, seguir seu caminho. Mas o cara, muitas vezes, não aceita. Ainda tem uns que, mesmo não sentindo nenhuma conexão com a mulher, insistem. Só pra transar. Só pra dizer que transou. Só pra o seu próprio ego.

Então, por que continuamos reproduzindo e acreditando que as mulheres têm qualquer dever de transar? Por que propagamos que isso é sinal de que ele gosta dela, quando na verdade, se ele gostasse mesmo dela iria respeita-la? As pessoas acreditam que se uma mulher dá mole, provoca e fica com um cara, e ela não quer transar com ele, por qualquer motivo que seja que a fez decidir que não queria, ela está se fazendo de difícil. SE FAZENDO DE DIFÍCIL. Como se nenhuma mulher fosse capaz de resistir a uma pegada de homem, sabe? Como se ela decidisse se vai transar ou não com o cara só de olhar pra ele, só pelo beijo dele. Pode ter as que sejam assim, essa é uma decisão individual. Aliás, é isso mesmo que espero que entendam: ESSA É UMA DECISÃO INDIVIDUAL. Uma mulher, ou melhor, um ser humano pode decidir o que fazer com o próprio corpo e, principalmente, quando fazer. Não existe uma regra de que ao ficar com alguém, ao sair com alguém, você imediatamente concordou que vão transar. Atração é diferente de tesão. Às vezes, uma pessoa te ganha pela conversa, às vezes te ganha pela forma como te trata, às vezes te ganha pela forma como trata os outros.

A maioria das formas de se sentir atraído não tem a ver com beleza, inclusive.

Parem de agir como se fosse errado decidir a própria vida, como se fosse absurdo mudar de ideia. Não confundam quando uma mulher tenta resistir e quando uma mulher tenta evitar. Isso é normal, por incrível que pareça. Mas é normal. Elas já se acostumaram, até esperam por isso, porque ninguém nunca lhes disse que não é não. Ela não é obrigada a nada.

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3