Conversas com minha mãe

20130916-191251.jpg

Conversa entre minha mãe e minha tia no telefone (obviamente, a parte da minha tia eu não ouvi):

“Alô? Oi Maroca, diz. O que? Ô Maroca, a frase dizia pra você ter paciência e entregar as coisas na mão de Deus, que confiasse nele… Hãn? Marilene, você acha que eu tô dizendo que você é do demônio? Que historia, Maroca! É pra você entregar as coisas pra De… Não, mulher, eu não to dizendo que você entregou pro demônio! Marilene, ninguém vai entender isso! Mas tu é muito ignorante mesmo, deixa de ser ignorante, mulher! Sim, eu disse que se você entrega a deus, as coisa se resolvem, é só ter paciência, mas isso não quer dizer…Maroca, a Elieuda curtiu porque ela também acredita em entregar pra Deus! ELA NÃO ACHA QUE VOCÊ É DO DEMÔNIO! Maroca, pelo amor de Deus, eu apago. A pessoa não pode nem deixar um recado pra outra no facebook… Pronto, mulher, já apaguei, ora! Fica aí entendendo as coisas erradas, eu não falei que você era do demônio… Eu falei… Ah, ta bom! Olhe, nunca mais eu deixo nada pra você! Ta bom, ta bom, tchau!”

Mãe: Samantha, adorando esse livro!
Eu: Sério, mãe? Que bom! Eu adoro ele também, eu tenho outros muito bons do mesmo autor…
Mãe: Anrram! É bom pra ler à tarde, sempre me dá um sono tão bom!

Mãe: Samantha, vamos descer porque tá vazando gás no posto da frente! Vamos, pega a Maya!
Eu: Sim, aí a gente vai pra onde? Se explodir, morre todo mundo. Melhor morrer dormindo.
Mãe: A gente vai pra calçada, claro. Pra ver.

Mãe: Samantha… O que você diria se um cara que você conheceu pela internet, mas assim, é seu amigo, vocês conversam bastante..
Eu: hum…lá vem.
Mãe: aí, ele diz que é um oficial que não pode voltar para o Brasil, mas que vai te entregar um dinheiro pra que você tome conta…
Eu: Eu diria que é golpe, claro.
Mãe: Mas assim, eu converso com ele e tudo; ele já me mandou foto.
Eu: Mãe, é golpe! Por que alguém enviaria dinheiro a um estranho? Uma pessoa que só conhece pela internet?
Mãe: Para que possa comprar uns imoveis com o dinheiro pra quando voltar ao Brasil. Aí se eu comprasse, ficaria com uma parte.
Eu: BEM CAPAZ! Bem capaz mesmo de uma pessoa enviar não sei quantos mil reais pra você comprar um apartamento. É golpe e você seria a laranja.
Mãe: Mas ele disse que viria um oficial até a minha casa entregar o dinheiro em uma caixa…
Eu: Então tá bom, mãe. Envia seus dados pra ele e espera. Você não tem nada a perder mesmo e é isso que você quer acreditar: que alguém vai tocar a companhia e te dar dinheiro.
Mãe: E se ele vier aqui e me matar?!
Eu: POR QUE ELE TE MATARIA, CRIATURA?!
Mãe: Sei lá…
Eu: Então, não manda.
Mãe: Mas e se eu estiver perdendo a chance de ganhar esse dinheiro?!
Eu (respirando fundo): Mãe, essas coisas não existem. Pessoas não vão, simplesmente, te dar dinheiro, do nada. Isso é a cara do golpe, de te fazerem de laranja. Para de falar com esse homem!
Mãe: É, vou falar mais não… Acho que ele quer me matar…
Eu: Bem capaz.

No telefone:
Mãe: Samantha, cadê a chave?
Eu: Tá na por…vish, mãe, eu esqueci de deixar lá, tá aqui comigo!
Mãe: E tu tá aonde?!
Eu: Num restaurante na aldeota. E não volto agora, ó, tô de carona.
Mãe: Qual? Aonde é?
Eu: É o Las lenhas, sei explicar aonde fica não, mas de qualquer forma, você não vem buscar… E nem eu tenho como ir te deixar, foi mal.
Mãe: Lazlez? Samantha, EU PRECISO DA CHAVE!
Eu: Sim, e tu quer que eu faça o quê? Me teletransporte? Foi mal, já disse. Agora só quando eu voltar.
Mãe: E tu volta que horas?
Eu; Lá pras 21h…
Mãe: MAS SAMANTHA, EU VOU FICAR DO LADO DE FORA ATE LÁ?!!
Eu: Vai pra casa de alguma amiga…
Mãe: Aff maria, Samantha, nam.. Toda vez você faz isso e to..
Eu: Mãe, tu ficar falando aí, não vai adiantar de nada. Eu não tenho como voltar pra casa agora e ponto final.
Mãe: AI É? AI É?! POIS SOBE NO PAU E GRITA, SAMANTHA MULHER!!! TCHAU!

Vou deixar registrado alguns “papos” com a minha mãe porque tenho esperança que algum dia valham algo! Haha

sahsilvany

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

2 thoughts on “Conversas com minha mãe

  1. Erika benicio

    Kkkkkkkkkkkkkk, essa do ‘sobe no pau e grita’ eu adorooooo! Também adoro a do celular apitando. Kkkkkkkkkkk

  2. […] você não entendeu a minha mãe (então, somos duas) olha os outros diálogos que nós tivemos aqui, aqui e aqui. Não tenho culpa de ser […]

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3