Conversas com minha mãe II

20130916-191251.jpg

Mãe: Samantha, o que houve com seu joelho?!
Eu: Cai, né, mãe.
Mãe: Caiu? Mas caiu como?
Eu: Cai beba, né, mãe!
Mãe: Aonde?!
Eu: Ah, sei lá… Se duvidar, do trio…
Mãe: Mas minha filha, isso é tão feio… Eu lembro daquela vez que a gente viu uma menina assim e ficamos “mangando” dela e…
Eu: Mãe, pois é, sou dessas!

(Assunto aleatório sobre a vida alheia)
Eu: Sim, mas por isso que toda mãe acha o filho bonito, então não conta!
Mãe: QUEM DISSE QUE TODA MÃE ACHA O FILHO BONITO?
(Eu e minha irmã olhando com espanto)
Mãe: Quer dizer… Eu acho vocês bonitas… Às vezes. Mas, às vezes, não acho. É normal. Coisa de mãe.

Eu: Mãe, quantos anos minha irmã mais velha tem?!
Mãe: Sei lá, Sah…30? Conta aí, seu irmão tem 25, são 5 anos de diferença de cada um e a Kesse tem 22. Então, a Alessandra tem 30.
Eu: Mãe, se a Kesse tivesse 22, eu teria 17 e 17 quem tem é a Letícia!
Mãe: Ah, pois conta aí. Tu tem 20? Então a Kesse tem 25!
Eu: Eu tenho 22!!
Mãe: Aaah, então pronto, ela tem 27. Simples, só contar.

Mãe: Samantha, você saiu e me deixou trancada!!
Eu: Mas como se eu deixei a chave na portaria?!
Mãe: Mas eu estava em casa!
Eu: Valha! Nem percebi! Isso explica o que o porteiro disse…
Mãe: Eu pensei que fosse um ladrão!
Eu: Han? Como assim, doida?
Mãe: Eu tava no banheiro na hora, ouvi alguém abrindo a porta e fiquei gritando “QUEM TAI? QUEM TAÍ?!” mas ninguém respondia! Aí eu achei que fosse um ladrão que estivesse escondido, daí fiquei gritando baixo, pro ladrão não ouvir…
Eu: Como é que grita baixo, mãe?
Mãe: Ora, eu fiquei gritando pro corredor! (A janela do banheiro dá no corredor do andar)
Eu: Mãe, a gente mora no décimo primeiro andar, o ladrão teria que ter muita vontade pra vir até aqui! E quando viesse ele acharia um “ô vanta”! Sem falar que a Maya, com certeza, iria latir!
Mãe: Eu sei lá, Samantha! Ele podia ter dado uma pancada na Maya pra fazer ela dormir!
Eu: Aí tu não ia sair pra ver? Ia deixar a cachorra morrer, é?
Mãe: Claro que não! Eu comecei a gritar “MAYA, TAÍ? TAÍ, MAYA? VEM CÁ!” Aí ouvi os passos dela, ouvi que ela tava bem e saí do banheiro…
Eu: Tu ainda ficou esse tempo todinho dentro do banheiro?!
Mãe: Claro, né… Esperava que o ladrão pegasse o que queria e fosse embora. Daí fui até a cozinha e liguei pro porteiro e descobri que a chave tava lá e ele veio me destrancar.

sahsilvany

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

One thought on “Conversas com minha mãe II

  1. Alessandra Fialho

    Amei kkk. Tadinha da Maya…

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3