Tudo mudou.

Cê demorou. Na verdade eu até saberia dizer quanto tempo: quase cinco anos, quase alguns dias, quase foi a gente. Mas éramos duas crianças, você com sua timidez e eu com meu gênio forte horrível. Não que muita coisa tenta mudado, mas pelo menos a gente cresceu, mas nosso tempo passou. Difícil entender. A vida…

Continue lendo...

Eu tentei.

Eu tinha você, você tinha eu. Era algo impressionante, sem lógica, mas fazia sentido. Muito em pouco e pouco em muito. Palavras não explicavam, gestos bonitos sem querer querendo. Tudo virava motivo para sorrir. Brincadeiras, amizade, confiança, companheirismo, cumplicidade, sinceridade. Sentimentos simples, mas que faziam falta na distância, pensamentos iguais, vontades parecidas, sonhos compartilhados. Sorrisos…

Continue lendo...