Libriana no extremo da palavra. É completamente viciada em doce e chimarrão. Encontrou na escrita uma forma de se libertar, e acredita tanto nos seus sonhos, que escreveu na pele que eles nunca morrem, só pra ela sempre lembrar.

Author Archives: Vitória Garré

Deixa ser.

Amor bom é aquele que nos liberta. Amor bom que é aquele que nos traz paz. Demorei anos pra perceber isso, tive que viver várias desilusões, quebrar a cara infinitas vezes para finalmente entender a mensagem que a vida queria me dar: nenhum deles era bom o suficiente pra mim, nenhum deles me tornaria alguém…

Continue lendo...

Coração Leve.

É engraçado… Depois de tanto tempo ainda lembro-me da gente. Não com raiva, nem com amor… Mas com a consciência de que tudo aconteceu como deveria ser. Na verdade, não deveria ser e aceitar isso foi muito torturante no início, confesso até que enlouqueci, me desliguei da realidade. Mas, depois de toda a crise, vem…

Continue lendo...

Soul Love.

O amor é algo bem engraçado. Na verdade, até irônico eu diria. Se alguém me dissesse que iríamos nos apaixonar e passar por momentos bons e ruins juntos, eu não acreditaria. Se alguém me dissesse que seríamos melhores amigos, parceiros e teríamos uma relação de confiança e respeito do jeito que eu sempre sonhei em…

Continue lendo...

Você também passou.

Ainda lembro direitinho como eu ficava perante a você. Exatamente como o Projota diz em uma rima: “Você devia ta pensando em estudar, passar no vestibular ou trabalhar, mas fica esperando ele te ligar…” – e eu era bem assim. Deixei meu cursinho de lado, no trabalho vivia com a cabeça na lua e atualizava…

Continue lendo...