A elasticidade do amor.

O amor não pesa nada, portanto, não o ponha na balança. Se você procura razões para estar com alguém acaba encontrando motivos para desistir.

Qual o relacionamento que se posto na balança compensa?

Só vale a pena porque o amor vale a pena, sabemos disso. Mas temos dificuldade de acreditar nisso a maior parte do tempo. Exceto, quando nos apaixonamos mesmo, porque a gente prefere que o mundo se exploda a ter que se afastar de quem gosta. Porque a gente se sente forte o suficiente pra suportar a distância física, maduro o bastante pra lidar com as adversidades e confiante de que é mais feliz assim. Mas quando a gente pensa racionalmente – prós e contras, o que idealizamos e o que temos, o que fazemos e o que merecemos – quase nunca, é uma comparação justa.

É então que nos sentimos perdendo alguma coisa: uma oportunidade, a própria liberdade, um tantinho de si mesmo. É quando começamos a nos questionar se estamos aonde gostaríamos e se estamos com quem gostaríamos. É quando começarmos a acreditar que já não podemos viver pra sempre, como imaginamos, daquele jeito. É quando confinamos o coração pra quebrar o encanto de que o amor seja mesmo tudo isso que dizem. E acabamos nos esquecendo do que nos motivou a começar.

Porque, embora só nos demos conta disso depois que passa, gastamos muito esforço e energia somente na intenção de estar ao lado de alguém. E, algumas pessoas, acreditam que isso as impeça de chegar onde elas querem. Gostar de alguém é como ter um elástico amarrado em volta da cintura e preso a ele, em muitos casos. A gente faz de tudo para andar para longe, mas sempre é puxado de volta. A gente nem sente que acaba se limitando ao perímetro que aquela pessoa nos proporciona. Ou então anda em círculos.

Em tese, isso parece terrível, mas na prática, amamos viver assim. A gente, muitas vezes, ainda quer isso de novo ou passamos a vida esperando por alguém que também queira nos dar seu elástico. No entanto, algumas pessoas (a grande maioria delas, hoje em dia) preferem cortar o elástico e caminharem sozinhas porque acham que é mais fácil do que aprenderem a andar na mesma velocidade que outra pessoa, lado a lado.

Às vezes, a gente só precisa encontrar alguém que não queira ter razão. O amor sempre vale a pena pra quem o escolhe. O amor não pesa nada, não o ponha na balança; leve-o dentro de você.

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3