7 sinais que você não está pronta para um relacionamento sério

tumblr_m81l8aIaVM1rb887io1_500

Ouvir sinos tocando, sentir as mãos suando de nervosismo, gargalhar sozinha com comédias românticas e fazer planos para uma vida a dois. Parece tudo lindo, não é? Qual seria a parte ruim de estar com alguém que te ama e ser reciproco? Exceto quando, às vezes, você preferiria ir a uma balada em vez de um cineminha e quando ainda se sente apaixonada por seu ex-namorado (e fantasia que ele vai vir atrás de ti, pedir uma nova chance e você vai aceitar. Inclusive, já pensou até no que vai dizer para o atual e já se sentiu mal pelo o sofrimento que causaria a ele.) Ou quando você conclui, de uma vez por todas, que não consegue se envolver com ninguém – por mais que finja.

1) Você sabe que não tem futuro e mesmo assim insiste.
Mesmo com sua lista de prós e contras no bloco de notas do celular ou com a eminência de qualquer briga ser “a tal do fim”, você continua insistindo. Honestamente, admiro sua bizarra persistência. O MELHOR que pode acontecer em estar com alguém que você SABE que cedo ou tarde irão terminar é se ver completamente apaixonada. E quem, em sã consciência, quer se apaixonar por um estrupício travestido de príncipe? Chuta esse sapo enquanto há tempo! O que você sente é em grande parte carência, e não amor. E, mesmo que seja esse amor cego e avassalador, tem valia deixar de se querer bem por querer alguém? Eu, hein.

2) Você não consegue ficar sozinha.
Até quando está ficando/namorando com alguém às mil maravilhas se vê em busca de outros pretendentes, caso esse não dê certo. Ou pior, não corta relações (do tipo “me beija”) com ex para sempre ter uma porta aberta. Vai que… né? Quem sabe? Todo lugar é uma arena de caça, todo conhecido é uma ponte até um alvo, suas anteninhas estão sempre atentas aos recém-solteiros da temporada. (Aliás, a coisa não anda fácil, se você tem o seu, faça o favor de não boicotar o relacionamento alheio. Obrigada.) Sabe, você sequer deve se conhecer. Quando a gente sempre teve alguém do lado pra nos dizer “eu te conheço”, nutrimos um medo de nós mesmas. Às vezes, é preciso se perder pra se encontrar.

3) Você acha que só um relacionamento te completa.
Deixa o diploma na gaveta, o salto alto no armário, a maquiagem intacta. Ó, céus, de que tudo isso lhe serve se não tem um namorado? Precisa que alguém lhe diga que é bonita porque não acredita em seu próprio reflexo. Que vergonha! Pense pelo outro lado: por que alguém gostaria de estar ao lado de quem não suporta sua própria companhia? O problema das mulheres fortes é quando buscam apoio em homens fracos. Uma pessoa por inteiro vale mais do que milhares pela metade.

4) Tudo em sua vida se baseia em ter alguém.
Você vive se comparado ao seus amigos que estão juntos desde o colégio e até se martiriza por não ter segurado seu primeiro namorado até hoje – independente dos métodos. Mas, como já diz o ditado “há dois tipos de pessoas no mundo: aquelas que se levantam antes do avião pousar e aquelas que esperam todo mundo sair”. Senta esta tua bunda nos teus planos! Não literalmente, claro. Para de ser tão ansiosa! Se você está fazendo tudo que deseja pra ser bem sucedida, magra, poliglota ou sei lá quais forem seus objetivos, toma Maracujina e espera. Não adianta se desesperar pra viver esse amor de cinema do porteiro ao príncipe Harry. Quem garante que você conseguiria reconhecer “o tal” já que está sempre se contentando com qualquer um?

5) Seu passado te prende.
Às vezes, eu sinto tanta vergonha do meu passado que se eu tivesse três desejos, eu gastaria um pra pedir que todas as pessoas que me conheceram naquela época dark esqueçam-se de mim. Além de mim mesma, óbvio. Acontece que não tem mandinga, não tem terapia, não tem astrologia que dê jeito. Ele existiu. Mas veja como a vida é maravilhosa: não importa o quanto você insista em trazê-lo à tona, você jamais conseguirá torna-lo presente. Já era. Acabou. Fim. Então, como algo que só existe dentro de você pode te impedir de ser feliz hoje?

6) Você não é a mesma para ficar com alguém.
Ele gosta de reggae e da noite pro dia você recita Bob Marley como Shakespeare. Ele não gosta de mulheres que usam tênis para sair e você vai até para a academia de salto alto. Vamos analisar o melhor contexto dessa situação: você consegue driblar a diferença de gostos, ele surpreendentemente acredita em ti, vocês namoram. E agora? Cadê a bola de cristal? 1) Você não vai ter como adivinhar na convivência o que ser e não ser para agradá-lo, ele vai descobrir a farsa. 2) Depois que ele já estiver apaixonado (lê-se fisgado a isca), você vai agir naturalmente, e ele vai te jogar na cara que você mudou muito, que não é mais a mesma, blá-blá-blá. Resumindo: não tem lado bom em se estar com alguém quando sequer pode ser você mesma. Inclusive, tem prazo de validade.

7) Você tem pressa.
Todo mundo recebe buquês surpresas. Todo mundo tem lindas declarações no instagram. Todo mundo está casando. Todo mundo está comprando apartamentos. Todo mundo está engravidando. A má notícia é que “todo mundo” vai te acompanhar para o resto da vida. Se você ficar se comparando aos outros (principalmente ao que vê em redes sociais) sempre vai perceber que tem uma porção de “todo mundo” se dando bem. Menos você. Daí você pensa: tenho que casar antes dos 30, mas também tenho que ser bem sucedida, e tenho que engravidar. Ou seja, 1 ano de repouso. Mas também quero fazer um intercâmbio, mais 1 ano de repouso. Oh, oh! NÃO VAI DAR TEMPO! Cadê o meu maldito marido?!
Primeiro, tenha nervos. Quem você achou que seria aos 20 sequer chegue a ser aos 30. Relaxa! Isso é normal. A única coisa que nos pertence é o tempo que temos AGORA. Amanhã pode ser tarde demais e o ontem, como eu disse, é passado.

Acontece que nada disso realmente quer dizer que você não está em uma “fase para namoro”. São só consequências e, não, sintomas. E ainda digo mais: mesmo que você emende um relacionamento no outro, mesmo que se apaixone novamente, quando estiver sozinha por um mês ou um segundo vai continuar se sentindo vazia. E se tem uma coisa que ninguém pode fazer por você é a sua parte. A superação vem quando a gente merece, e não quando acha que precisa.

Para de se auto boicotar, de procurar por salvação em um título de namoro e, principalmente, de achar que precisa disso. Sabe, cada um tem quem acha merecer, mas se você insistir em se relacionar com quem não tem os mesmos planos que você, não te desperta nada melhor, como isso pode ser o ideal pra ti? Enquanto você procurar por um amor, só vai encontrar carência. Procure por paz que o amor te encontra.

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3