12 coisas que aprendi “na marra”

Se você não quiser ouvir quem te alerta, a vida ensina! É simples. E acontece pra todo mundo, ou seja, vai sim, ficar tudo bem. Você não é a única pessoa do mundo que já estragou tudo, fez tudo errado, se complicou com escolhas impensadas e, principalmente, falou tudo que não devia bêbada no whatsapp. Essas coisas acontecem!

1) Bom, pra começar; não se pode avançar o tempo! Não importa o quão madura você seja, não importa se te elogiam por “não pensar como uma pessoa da sua idade”, você tem a idade que tem. E cedo ou tarde, o peso dela cairá sob suas costas. Por mais que tente provar que está acima disso, você tem a idade que tem. E cedo ou tarde, vai agir como alguém da sua idade.

20130821-132708.jpg
1.1) Não podemos ultrapassar fases, não podemos implantar ensinamentos como um chip na cabeça de alguém.
Você precisa passar por isso e por tantas outras coisas pra te fazerem, aí sim, uma pessoa verdadeiramente madura. Não a que se diz madura, mas que age como uma. E sempre haverá alguém mais madura que você; é um fato! O melhor a se fazer é ver o que pode aprender com ela.

2) Olha, se você conheceu e se apaixonou por um cara sendo a outra, o que te faz pensar que agora mesmo não exista outra em seu lugar?! Isso é tão obvio! Sem falar que aqui se faz, aqui se paga. Então, pelo tempo que você fez alguém corna sofrer, provavelmente, sentirá na pele! Mas depois que passou e você conseguiu o que queria, se esqueceu, né, infeliz?! Por que assim é bom demais! Faz “o diabo à quatro” com os outros, inferniza até o ultimo fio de cabelo e depois que finalmente consegue o que quer na maioria dos casos, pelo menos fica se colocando no lugar da vítima por ter outra desgraçada garota que quer, simplesmente, o mesmo que você quis.
Sinceramente, você merece. Por que se ele vale pouco, você vale menos ainda. E se realmente quer ser merecedora de alguém bom, seja boa pra alguém e entenda que nem por todas as pessoas, principalmente como essas, vale a pena lutar até o final.

20130821-133511.jpg
O que realmente importa é saber a hora de parar. Antes que termine no hospício ou presídio, sei lá.

3) Que tipo de amor é esse que as pessoas sentem que lhes tira a culpa da traição?! Não, gente, sério! Eu não entendo. Você foi traída, mas tudo bem, perdoou, aceitou ele de volta. Mas aí agora você se acha no direito de trair?! Nossa, vocês realmente se merecem! O triste é que essa história só tende a piorar e terminar com vários “murros em ponta de faca”.

20130821-140516.jpg
3.1) Afinal, venhamos e convenhamos, você fica chorando para as amigas o sem vergonha que ele é, mas esconde a piranha pessoa que você é?! Gente, o cúmulo da hipocrisia. Se faz de coitada e faz igual! Não estou dizendo que ele não tenha merecido, provavelmente, mereça algo bem pior!
Só estou questionando como alguém que pensa que agir dessa forma é adequada, consegue dizer que sente o mínimo de amor por quem está!
3.2) Não é possível que o amor seja realmente isso, não é! Vingança não está associada a nenhum sentimento bom. Tirando aquele que você sente quando se vinga que é maravilhoso! Mas não é esse o caso. Haha

4) Tem gente que acredita em destino. Mas também tem quem acredita em horóscopo, em reencarnação, em almas gêmeas, no santo Antônio, em dízimo. Enfim, tem gente para acreditar em tudo! E tem gente que não acredita em nada, como eu. Na verdade, se eu fosse obrigada a escolher algo para acreditar, eu diria que acredito em mutações que geram super-poderes. Fim. Acho bem sensato! Mas não é nesse mérito que vou entrar… A questão é que o destino só existe pra quem acredita. Se você realmente crer cegamente que aquilo te acontece porque tinha que ser ou que não era pra ser, então, você é do tipo que espera que as coisas aconteçam, ao meu ver.
4.1) Tudo na vida tem 50% de chance de dar certo, bem como, 50% de chance de dar errado. Existem dois tipos de pessoas: os que acreditam que por apenas serem responsáveis por metade do seu “destino”, devem apenas rezar e esperar porque se for pra ser seu, será; e tem quem pense que se é apenas responsável por metade de seu “destino”, deve dar o máximo de si, porque ainda que faça tudo que é possível, pode, eventualmente, não dar certo. E não há a quem ou o quê culpar. É simplesmente a vida. Coisas acontecem; às vezes, boas e às vezes, ruins. Sempre que for boa pra você, provavelmente, será ruim para outra.

20130821-132851.jpg
4.2) Ninguém passa em um concurso “que pediu tanto a deus” sem tirar a vaga de alguém que “pediu muito a deus” também. Acontece que uma estudou mais que a outra e fim.
4.3) Erga a cabeça, não desanime quando não for o seu dia de sorte. Se todos tivessem todos os dias de sorte, assim como desejam, nem se dariam conta da verdadeira sorte que tem.

5) Essa é uma dica de vida muitíssimo importante: não confie em quem digita certo bêbado. Francamente, como manter um relacionamento com alguém que pode estar em Ibiza, bebendo um shot no corpo de alguma “menina de família” e conversando com você com perfeição sobre a alta do dólar e a influência disso na economia do Brasil?!

20130821-140255.jpg
Quer dizer, hoje a nossa maior arma, mas também, nosso maior rival é a internet. Vamos tirar proveito disso, né?! Se o dito cujo escreve melhor bêbado do que sóbrio, pode procurar, aí tem coisa! Alerta de sacanagem masculina aguda!

6) Eu detesto pessoas que procuram desculpas pra tudo. Detesto! A verdade é: quem quer, faz acontecer. Então, não importa se a tia-avó está doente ou se o cachorro da vizinho pegou calazar ou se o professor resolver pegar no pé dele ou se o chefe lhe sobrecarregou de trabalho. Se ele realmente quiser, vai dar um jeito. Afinal, a vida não é fácil pra ninguém! Está todo mundo, todos os dias, se desdobrando para seguir com seus objetivos e enfrentando desafios cada vez maiores, mas estão lá e estão conseguindo.

20130821-133108.jpg
Logo, não há desculpas! Quando a gente quer alguma coisa, vai até o final para torná-la possível e isso, se aplica a praticamente TUDO na vida!

7) O problema das pessoas otimistas é que, a maioria delas, pelo menos, esquece-se de fazer um plano B. A confiança que o plano A dê certo é tão grande que deixam de avaliar as alternativas. Gente, não há como se ter 100% de certeza sobre nada! Nem mesmo sobre as coisas que eu falo agora. Posso muito bem estar fora de mim ou ter um espírito “encorporado”, enfim! O plano B é preciso. Aliás, não só o B, mas o C, o D…até o Z!

20130821-134930.jpg
7.1) Eventualmente, as coisas não sairão como o planejado, nessas horas, é preciso pensar em outra solução e se não estiver ciente que a perda de tudo é umas das consequências de quem se arrisca, sempre será uma pessoa estagnada na vida. Incapaz de construir algo significativo. O otimismo, às vezes, cega.

8) Você consegue listar quantas vezes na vida se viu esperando o “momento perfeito” pra algo acontecer? Um encontro, um pedido de noivado, uma promoção no trabalho. Acontece que isso nos torna escravos de escolhas que não são nossas; perdemos o controle sobre nós mesmos e deixamos que a vida alheia nos domine. Se você já tem a química, se já tem a faca e o queijo, está só a espera do timing. “But, timing is a bitch!” Então, cuidado pra não passar a vida esperando o momento “certos” e perder todos os outros momentos que, pode até que não sejam os ideais, mas certamente, seriam aqueles em que você agiria e faria acontecer.

20130821-133247.jpg
Pior que isso é quando pensar em agir por conta própria, vir que o timing, aquele desgraçado do timing, passou e você ficou a mercê das atitudes que gostaria de ter tido.

9) Vou te dizer a maior verdade sobre a vida: você vai precisar malhar pra sempre. Gente, se vocês forem listar quantas coisas terão que fazer pra sempre, provavelmente, será:
a) Respirar
E quais as certezas que a gente tem na vida?
a) Você vai engordar.
b) Você vai morrer.
E, claro c) Você vai ter que malhar.
Não necessariamente nessa ordem.

20130821-135703.jpg
A questão é que quanto antes aceitar que essa, pra mim, um fardo, é uma decisão que temos que ter pro resto da vida, mais fácil ficará para suportá-la. Assim, pelo menos pra mim, que odeio mais do que tudo. Eu sinto que sou uma adulta, rumo ao sucesso e sou obrigada a fazer algo que odeio quando, hoje em dia, ninguém manda mais em mim!
Hoje, eu almoço na hora que quero, estudo quando quero e como só a parte recheada da bolacha; ninguém pode me julgar. Mas, no entanto, sou apenas mais uma condenada a ter que malhar pro resto da vida! Filme de terror; A Hora Do Pesadelo Eterno.

10) Sabe aquela famosa frase “Vontade é algo que dá, mas passa.”? Bom, vamos pensar um pouco. Toda vontade tem um fundo de verdade. Se você namora e sente vontade de ficar com outra pessoa, obviamente, seu relacionamento não vai bem! Vontade não é algo que vem do nada, tentações vem, mas a vontade não. A vontade tem que ser estimulada, e a partir do momento que existe o “cabimento” e que existe o estímulo, não é algo que vai passar, mas, principalmente, não é algo que não signifique nada. Cuidado!

11) Ninguém bonito vai te adicionar no face, do nada. Pessoas bonitas não fazem isso porque não precisam, simplesmente.

20130821-134150.jpg
A menos que:
a) Seja casado.
b) Tenha uma doença terminal.
c) Seja um fake.
Ou seja, sempre desconfie das fotos nos álbum e nunca, nunca mesmo, considere bonito alguém que está de óculos escuros.

12) Suas amigas não vão dizer que você está gorda na sua frente nem que não consiga passar pela porta. Eu sei que bom senso não é algo que possa ser adquirido; ou você tem ou não tem.

20130821-134523.jpg
No entanto, qualquer pessoa pode, de uma hora pra outra, se tornar obcecada em emagrecer. Esse é, provavelmente, o pior conselho que eu já dei a alguém na vida; mas torne-se obcecada! Antes ser magra do que ser gorda, acima de tudo. Vou pro inferno.

20130821-133429.jpg

Eu escrevo porque dizem que quem não sabe, ensina! E o que pode ser mais minha cara, já que eu sou a Rainha Do “Caga-Pau” do que ensinar as pessoas, pelo amor de deus, a irem para o outro lado?! Espero que me ouçam agora pra não ouvirem no futuro um grande e glorioso “Eu avisei”. Até a vista!

sahsilvany

About Samantha

Editora de conteúdo e redatora do Bendita Cuca!, e colunista para o Isabela Freitas e Superela. E Youtuber nas horas vagas. Sobrevivente da agonizante liberdade de pensar demais. Acredita que todo mundo merece um grande amor para chamar de próprio e escreve para se livrar da loucura completa.

3 thoughts on “12 coisas que aprendi “na marra”

  1. Dih Rodrigues

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk me identifiquei com o Rainha Do “Caga-Pau”
    Amei o texto Sah, arrasando sempre! Já disse, sou fã!

  2. Adoooro teu blog e o jeito que você escreve, beijos!

    • sahsilvany

      Own amiga, brigada! A recíproca é super verdadeira! Eu escrevo pq não tenho esse talento todo pra moda ;( bjoo

O que achou? Vamos trocar uma ideia! Sua opinião é muito importante pra nós. <3