Vídeo novo! – Uma aula sobre ciúmes

Esse vídeo foi muito pedido, então espero que gostem da abordagem e entendam a mensagem! hehe Mas, aceito sugestões para os próximos vídeos, assim como, elogios e críticas construtivas, afinal, tudo isso é feito para vocês. O canal só voltou por causa de vocês. Por mim, eu estava fazendo miçanga e vendendo na praia, ando assim ultimamente. haha

Se ainda não é inscrito, pelo amor de Dadá, se inscreva aqui!

O tempo passou.

large

O tempo passou.

Tenho certeza disso a cada vez em que te vejo por qualquer esquina e meu coração se mantém calmo, sereno, leve como uma pluma. Houve dias em que eu saia só pra te encontrar e hoje em dia quando avisto você de longe, só desejo coisas boas, mesmo que eu nem saiba mais nada da sua vida.

Ouvi dizer que cê ta namorando, que ta apaixonado. Nunca pensei que pensaria nisso e não sentiria um pouquinho que fosse de tristeza. Nunca imaginei que te veria namorando e gostando de alguém que não fosse eu, e menos ainda que eu estivesse tranquila em relação a isso, afinal como eu disse o tempo passou.

Eu quis muito que você quisesse, mas eu não podia querer por nós dois. E nesse lance de querer quem não me quer eu optei por me querer. E foi uma das melhores escolhas que fiz na vida. Queria que você me visse agora, bem mais madura, adulta. Abri meus horizontes, vivi tanta coisa nesses anos, mas queria que você me visse e se orgulhasse. Da mesma forma que me orgulho de como você cresceu. O carinho nunca vai ser apagado, e aquelas mágoas já não existem mais.

A parte mais bonita do fim é quando a gente supera. E fica feliz pelo que aconteceu, para de se lamentar pelo que deu errado e segue a vida sempre torcendo por alguém que nos fez bem durante um tempo. O tempo passa, tudo passa.

 

 

 

A poesia mais bonita do mundo

hqdefault

Ela tinha alma no lugar dos olhos, constelações inteiras no rosto e borboletas orbitando seu sorriso. Vivia rodeada por incertezas, mas era cheia de sonhos feito criança.

Era poesia, mas não eram todos que sabiam lê-la, mas os poucos que conseguiam, se tornavam leitores assíduos das rimas que seu corpo fazia.

Algumas pessoas têm medo do escuro, outras de altura… Ela tinha medo de ficar sozinha. E por temer tanto a solidão, deixou de ser poesia e se conformou com as rimas pobres que os outros faziam.

Concordava com tudo e sorria para o nada. E a cada vez que suas borboletas eram ignoradas por ela mesma, ela ia deixando um pedacinho dela pelo caminho.

Até que, inevitavelmente, ela se viu sozinha. Não tinha ninguém e muito menos ela mesma. Sozinha, teve de se redescobrir e sair por ai juntando os pedaços dela que haviam se perdido.

Passou muito tempo desabitada e por passar tanto tempo assim, aprendeu a ser feliz daquele jeito mesmo, incompleta e sem ninguém por perto.

Aprendeu que algumas coisas poderiam sim, ser do jeito que ela queria, e que ninguém deveria tratá-la como se ela fosse menos que é. Porque se antes era poesia, agora é um romance inteiro.

Se antes ela era constelação, agora é sol.

E ilumina todos os caminhos por onde passa. Sua luz própria se tornou tão grande quanto seus sonhos.

E adivinhem só? Ela continua sozinha, mas continua sozinha porque ela quis assim.

Encontrou rimas tão bonitas quanto à dela pelo caminho, mas não conseguiu abrir mão da sua poesia de uma estrofe só.

Aprendeu a se bastar e o melhor de tudo é que ainda sorri para o nada e seu sorriso tem cada vez mais borboletas.

Poesia não enche barriga, eles continuam insistindo para ela. Mas mal sabem eles que a dela já está cheia. Cheia de sonhos e versos inacabados.

Vídeo novo! – Uma dúvida cruel sobre relacionamentos

Qual a hora certa de colocar alguém contra à parede? Espero ter ajudado nesse momento tão importante da relação, senão, deixe seu joinha porque a minha intenção foi das melhores! haha

 
Comente o que acha que posso melhorar, se vem gostando dos assuntos e sugestões para os próximos vídeos.
 
Se inscreva aqui, já que não custa NADA e ajuda MUITO no crescimento do canal. :)
 
Vamos trocar uma ideia?
www.benditacuca.com.br
http://facebook.com/benditacuca
http://instagram.com/benditacuca
http://instagram.com/sahsilvany
Snapchat/Twitter : sahsilvany

Se não for realmente ficar, não se demore

demore

Você está chegando agora na vida dela. Está invadindo aos poucos a rotina, descobrindo suas manias, desvendando sua intimidade. Boas coisas você já conhece bem. Já sabe que ela gosta de ficar em casa, de pijama, sem a menor necessidade de que o dia seja útil. Já viu que a família é a direção dela, o porto-seguro. Sabe que ela chora horrores em casamentos. E descobriu que, para ela, Coca-Cola é bem melhor do que cerveja.

Podemos dizer que você já a conhece bastante. Ela é, a cada dia, mais transparente com você. Fica cada vez mais à vontade. É ela mesma, de fato. E aí, à medida que você a conhece mais, o único pedido é: cautela, por favor. Você vai descobrir um coração mole e intenso, mas também medroso. Depois de tantos tombos, o receio é inevitável. Você vai entender que ela gosta de atenção para se sentir querida. Que fica angustiada quando não fala o que sente. E que falar o que sente, para ela, é essencial.

Você vai descobrir que ela já sofreu muito com babacas. E o principal, ela espera que você não seja mais um desses. Porque ela está disposta a tentar, a amar novamente, a ser intensa como lhe é característico. No entanto, só te pede cuidado. Atenção aos detalhes. Ao que lhe deixa mal ou ao que lhe deixa muito feliz, a ponto de saltitar. Ela não pede muito. Só pede que você esteja ali e que demonstre estar.

O significado de cautela, nesse caso, não significa superficialidade. Pelo contrário, ela quer intensidade. Quer coragem e disposição. E, justamente, te pede cautela, para que você perceba isso. Se você veio para ficar, então demonstre. Jogue as cartas na mesa e fale do que sente. Não faça joguinhos, oh não, ela detesta joguinhos. Vá falar quando tiver vontade, diga que está com saudades. Importe-se. Demonstre. Sinta.

Caso contrário, não se demore. Levante, pegue o seu banquinho e saia de mansinho. Ah, e de preferência, avise. Não suma do nada. Seja homem e assuma que está partindo. Ela vai admirar a sua atitude. Vai entender que, por alguma razão, você não pretende ficar, mas, principalmente, não pretende enganá-la. Afinal, cada um escolhe o que lhe faz bem. E ela já definiu há muito tempo o que lhe deixa bem. Certeza sobre o que ela quer é o que não falta.

Leia mais textos da colaboradora em Sem Travas na Língua

Meu adorável primeiro cafajeste.

tumblr_static_boe4tlvu3ls0ogcg0c4wgs4ww_640_v2

Não posso permitir você vir me remexer. Não me bagunça. Não me muda se não pretende ficar. Não finja querer. Não brinque com aquele que faz meu sangue bombear, isso não se faz. Não iluda. Não minta. Não tente levar nenhum pedaço meu. Eu pertenço a mim. Cada gota do meu sangue, cada batimento, cada respiração, cada sopro de vida. Sou dona de mim.

Se um dia eu ousar te contar, você vai acreditar? Você nem desconfia mas existe um sentimento aqui e foi construído em cima do teu ego de conquistador. Eu sabia da tua fama. Meus amigos insistiram, me avisaram que se eu pisasse no teu terreno cedo ou tarde eu encontraria um abismo. E encontrei. Estou perto de sair, mas você insiste em me deixar lá e fazer de mim uma boneca de trapos. Sou tua marionete e você só lembra de usar quando não há mais com quem brincar.

Não vou esquecer do nosso primeiro beijo, mais inesperado impossível. O lugar era impróprio e cheio de olhares que poderiam atrapalhar todos os teus outros casos. Teu jogo de sedução me colocou na tua mão. Você me conduziu para o desconhecido e meu peito apertou à excitação do novo. Você era o oposto de todos que estiveram comigo. Nem de longe um príncipe. Eu tinha achado meu lobo mal, o meu adorável primeiro cafajeste. Dizem que precisamos encontrar alguns na nossa vida. Mas eu realmente não queria que fosse você. Eu queria te consertar e ser aquela que ia te revirar por inteiro. Eu acreditei ser capaz de te endireitar. (Estúpida!) O tiro saiu pela culatra. Eu que não fui mais a mesma desde você. Me deixei levar no teu jogo e você ganhou mais um coração para tua coleção.

Foi golpe baixo dizer que queria mais do meu beijo, foi baixo até para você. Não tenho nada contra pessoas que não se deixam envolver. Não tenho problema nenhum com pessoas que só querem colecionar romances. Mas encenar um sentimento… insisto, foi baixo até para você. É sexo? Faz logo e cai fora! Se não pretende permanecer, para que prolongar? Seria mais fácil assimilar o teu adeus se você não tivesse se perpetuado. Isso aqui que consome meu coração não existiria. As borboletas no meu estômago hoje já teriam voltado a ser lagartas esperando o próximo para quem voar.

Não era para ser você. Eu tinha planejado tudo: ia te mostrar o quanto se apaixonar pode ser bom, ia te ganhar para mim e te fazer acreditar no amor. Mas quando eu percebi foi o meu coração que construiu um sentimento. Entrei nas tuas artimanhas sem saber, permaneci sem querer, mas não vou embora sem antes você saber: tem um espaço enorme no meu peito que você não quis preencher. Um nada que ocupa minhas noites em claro e as lágrimas intermináveis de um amor que foi ignorado. Sou adulta o suficiente para dizer, olhando na tua cara, tudo o que acontece aqui comigo toda vez que vejo esse teu olhar maroto. Não me importo que todos digam o quanto sou boba e que você não merece saber do sentimento que carrego dentro de mim. Mas sinto que isso o que sufoca a minha garganta só vai aliviar quando você souber, afinal, foi você que nutriu o meu sentimento solitário.

Você levou meu coração. Roubou, na verdade, pois nunca foi a minha intenção dividi-lo com você. Eu só queria te dar uma lição e continuar sendo inteiramente minha. Mas como um bom jogador você ganhou meu coração e o levou para entalha-lo de troféu. Torno a dizer, isso foi baixo até para você.

Agora que sabe o que eu guardei até dos meus mais íntimos pensamentos, me sinto no direito de tirar meu coração da sua estante. Ele nunca foi feliz aí.

Precisei te perder pra me encontrar.

3706236b316283b613298752f788f4d5

Eu sinto muita falta de ter algo contigo, mas sinto ainda mais de pensar que tínhamos algo. Sinto falta da esperança, sinto falta de quando me convencia de que você gostava de mim, de repassar nossos diálogos na minha cabeça só pra sentir em determinadas partes o coração palpitar. Mas quando eu penso na gente, no que você me oferecia, no que dizemos e fizemos um para o outro e o quanto você ainda é responsável por me fazer bem ou mal (uma tarefa que não deveria ser incumbida a ninguém) eu fico desesperada pra eliminá-lo da minha vida como se fosse uma doença, de modo que eu até esqueça as coisas boas que tivemos. Porque, no fundo, não tenho nenhuma dúvida de que vou ser mais feliz assim.

Afinal, se eu dou a uma pessoa do meu passado o poder de me desestabilizar desse jeito, diante do que venho fazendo pra me sentir bem, ponho tudo a perder. É regressão. Mas isso não é exclusividade de quem passou. Vai continuar acontecendo com qualquer pessoa que entrar na minha vida se eu não assumir o controle dela, entende? Eu preciso estar bem sozinha, porque senão vou só pulando de galho em galho e sofrendo do mesmo jeito, já que essas pessoas vão acabar sustentando as expectativas e as frustrações de outros relacionamentos, além das angústias que partem de dentro de mim.

Quando eu começo a me sentir mal por qualquer coisinha que seja, como quando vejo o impacto que alguém estar falando comigo ou não têm sobre como eu me sinto bem comigo mesma, eu já quero tirar completamente essa pessoa da minha vida porque não vejo sentido pra isso acontecer. Como eu posso dar esse poder a alguém? Quem pode ser merecedor dessa responsabilidade de me fazer feliz além de mim mesma? E daí eu lembro do tempo que eu não pensava em absolutamente ninguém, não sentia nada e estava muito mais focada em mim, então, logo concluo que prefiro estar sozinha.

A tendência é que a gente siga em frente, ou pelo menos, um dos lados siga. Então, se eu sustentar a ideia de que podemos nos reencontrar e ficar juntos novamente, há grandes chances de que você siga em frente sem mim. E quando eu me der conta, vou ser passado pra ti enquanto ainda espero que você seja meu futuro. Quero dizer, pode acontecer, é claro. A questão não é acreditar ou não nessa possibilidade, mas simplesmente entender não vale a pena insistir pra se manter na vida de alguém que te afasta.

Às vezes, eu me pego pensando “eu queria que fosse você”. Eu queria que fosse você aquele que eu viveria uma história intensa que no fim desse certo, que eu calasse a boca de muita gente e, inclusive, meu pessimismo. Eu queria que fosse você aquele que eu dissesse que, apesar de tudo, foi o grande amor da minha vida. Porque pra mim, ninguém nunca chegou tão perto de ser ele quanto você, entende? E daí eu me conta de que não precisa ser você, eu simplesmente quero. E meu querer não é racional, é tipo um capricho infantil. Ele se baseia só nas minhas decepções do momento, no quanto eu já falhei em relação a isso, no quanto eu não consegui me apegar a quem estava interessado ou me apeguei demais as pessoas erradas. E quando penso sobre você, e não sobre as coisas boas do início e quem você era, mas quem se tornou comigo, eu percebo que por mais que eu queira, pode ser que simplesmente não seja você.

Demorei um pouco pra descobrir que não valia a pena. Alguma coisa, lá no fundo, me impedia de seguir em frente e eu continuava me apegando à detalhes pra justificar a minha insistência. Mas percebi que, na verdade, essa “coisa” era medo de fracassar mais uma vez, de não ser o suficiente, de não saber onde eu errei. Precisei me enfrentar, e foi o que fiz. Precisei te perder pra me encontrar.  Meu final feliz estava o tempo todo dentro de mim.

Vídeo novo! – Xodó da sogra

Uma súplica em prol da sanidade emocional dos relacionamentos. :)

O que achou? Deixa nos comentários o que posso melhorar, sugestão de tema e elogios porque sou carente. Gente, eu não sei se vocês tem noção do tamanho da importância que têm pra mim, de verdade. Sou imensamente grata por cada palavra de incentivo, de apoio e até de crítica construtiva que me dão. Eu acordo e durmo pensando no que posso fazer de melhor pra vocês, me perguntando se faço o suficiente. Muitas vezes, escrever e gravar vídeo são um desabafo, algo que se passa aqui dentro e que precisa desesperadamente se libertar. Mas às vezes simplesmente por saber que não estou sozinha nisso que consigo seguir adiante. Então, a cada dia que passa me torno mais dependente de vocês. E sou muito feliz por isso. Obrigada, de coração, aqueles que me ajudam até com as menores coisinhas.

Não se esqueça de SE INSCREVER AQUI. Não custa nada e me ajuda MUITO!

Vamos trocar uma ideia? Respondo em todas as redes sociais! :)
http://facebook.com/benditacuca
http://instagram.com/benditacuca
http://instagram.com/sahsilvany
Snapchat/twitter: sahsilvany

Calma, ela é apenas solteira.

tumblr_lqa68ssiii1r0o09xo1_500_large

Outro dia, ouvi que por pior que a garota fosse sempre tinha quem quisesse namorá-la.  Como se expor um título de namorada-de-seu-ninguém lhe garantisse sua vaga no céu. Ou pelo menos longe da boca do povo. Em outro caso, ouvi numa conversa sobre uma amiga minha “como ela pode estar só? ”, dito com espanto e tomado como um elogio em que diz que ela é boa demais para estar sozinha. Eu que sempre falei de relacionamentos para definir sentimentos nunca pensei que tal analogia chegaria ao ponto de caracterizar personalidades. Ou seja, mulher solteira é sempre problema, e não opção.

Com ela não foi diferente. Por fora, estava sempre sorrindo ostentando um coração que não dividia por ninguém. Mas por dentro, só ela sabia há quanto tempo vinha esperando por quem mudasse essa história. Ouvia todo tipo de especulação a seu respeito para justificar o que nem sequer havia a quem culpar. Veja bem, se ela quisesse namorar estaria namorando. Namorar por namorar qualquer um pode fazer. Com o mínimo de afinidade e interesse já se tem um relacionamento em formação. Ela poderia esperar que o carinho viesse com o tempo, que a saudade fizesse morada em seu peito com a distância, e isso, poderia acontecer, sim. Essa seria uma decisão racional: estar junto com alguém que lhe parecesse valer a pena ou simplesmente gostasse o bastante dela pra que a convencesse a tentar. Mas a pergunta é: por que, afinal de contas, ela faria isso? Ser solteira não é uma condição humana ou uma doença degenerativa, é só uma consequência de suas próprias escolhas. Estar solteira não é sinônimo de fracasso, assim como, estar comprometida não é um dos pilares do sucesso.

Ela não é dependente de ninguém, embora saiba o gosto que tem de experimentar as alegrias vindas de outras vidas que lhe foram divididas. Ela não precisa do aval de bom comportamento pra se sentir bem consigo mesma, mas gosta de ser elogiada, é claro. No entanto, aprendeu a filtrar tudo que já ouviu ao seu respeito. Nunca entendeu como alguém poderia achar que lhe conhecia quando só sabia seu nome, e ela mesmo se encontrava perdida nessa busca dentro de si. Ela não sabe como dar satisfações; ora tem receio de parecer superficial, ora tem medo de ser intransigente. Decide se pôr no lugar do outro e tenta, mesmo sob a constante sombra do erro, dizer aquilo que gostaria de ouvir. Mas tem consciência de que só mesmo a convivência lhe faz entender a importância que cada um vê.

Ela já sofreu por orgulho e perdeu grandes amizade. Já se sentiu tão desamparada que suplicou ao universo, como uma criança à mãe, que desse um jeito em sua vida. Ela já teve o coração partido milhares de vezes, e mesmo jurando ser a última, colou cada pedacinho. Porque, no fundo, ela sabia que quando a dor passasse valeria a pena. Ela tem mania de dormir com a tevê ligada e prender o cabelo em um coque alto com um lápis. Já superou a ansiedade da vida adulta, o medo do passado e a pressa pelo futuro. É prepotente ao ponto de achar que está pronta pra tudo. Ou quem sabe, corajosa. Ela é dela e de quem ela quiser. É solteira, mas isso não diz nada ao seu respeito. Aliás, diz, sim. Ela aprendeu o que a maioria das mulheres têm medo descobrir: como se apaixonar por si. Sozinha. No fundo, quem desdenha tem inveja dela.

Vídeo novo! Muito jovem pra ser adulta.

Não me dei por vencida e voltei com os vídeos! Muito obrigada a todos que me incentivaram e me impediram de desistir. Ser adulto é nível hardcore na vida! :)

Deixei sua sugestão ou pergunta para os próximos vídeos nos comentários. Não esqueça de DAR O LIKE porque ajuda muito no crescimento do canal e não custa NADA. Sério.

SE INSCREVA AQUI,  e compartilhe que eu te desejo tudo em dobro. :)

 

Vamos trocar uma ideia?
Instagram: @benditacuca e @sahsilvany
www.facebook.com/benditacuca
Snapchat/Twitter: sahsilvany